TOPO
Chef na Cozinha Gastronomia

“Arriba,” México!

 

Na primeira garfada, a gordurinha natural da costelinha de porco se sobressai e o tempero caliente desperta o paladar. Para escoltar a belezura suína, batatas com cascas bem sequinhas (sem gosto de  óleo), sal e pimenta. Mas não tenha medo das pimentas, elas instigam o prazer e as comidinhas mexicanas são excitantes. Para abrandar o céu  da boca, invista numa cerveja artesanal ou drinques da nova casa de Maceió, La Rosa, culinária Tax Max (mistura da gastronomia mexicana e texana e algumas pitadas espanhola).

La Rosa é uma invenção saborosa e divertida dos irmãos André e Samuel Gusmão e a chef Amanda Junqueira (esposa de Samuel), trio familiar afinado com os temperos e a cultura mexicana, acentuada no charmoso e colorido do contêiner, sob as bênçãos de Nossa Senhora de Guadalupe (Mãe das Américas, padroeira do México ).

La Rosa, lugar que remete ao México

A costelinha de 500 gramas (para compartilhar), batizada de “Costilas de puerca”, é assada em baixa temperatura e, para atiçar, vem com o   típico molho mexicano “mole”, de sabor agridoce. O legal é que ele vem em um copinho separado, ou seja, liberdade de saborear a iguaria com ou sem molho. A costelinha suína é a majestade da casa, mas o cardápio tem burritos, quesadillas, tacos…

A costelinha de 500 gramas (para compartilhar), batizada de “Costilas de puerca”

Aviso logo, no La Rosa, merecem muitas visitas para navegar na culinária “Tax Max”, com versões vegetarianas. Dessa vez controlei a minha gula, mas voltarei lá. Siga as minhas dicas:

Trio: guacamole (abacate), pico de galo (vinagrete) e sour cream (queijo de cabra) e a pimenta “Trinidad Scorpion”

Antojitos:  Para começar no La Rosa, invista no trio com guacamole (abacate temperado), pico de galo (vinagrete) e sour cream de queijo de cabra (grata surpresa ao paladar), acompanhados pelos “totopos” triângulos crocantes feitos de milho e muito comuns no México. Detalhe: lembram os doritos, mas graças a Nossa Senhora do Guadalupe apenas parecem, porque o sabor crocante  da massa é dez.

Ekaut (cerveja escura), lá das bandas de Pernambuco, ótima para acompanhar comida mexicana

Para aguçar a festa no céu da boca, adicione a pimenta Salsa Diabla (produção da casa) à base de sete pimentas, entre elas a “Trinidad Scorpion”, considerada a mais ardida do mundo. Prove sem medo, e para realçar peça a breja artesanal  Ekaut (cerveja escura), lá das bandas de Pernambuco (fiquei fã).

Hermano Jack: mix de uísque Jack Daniels no copo,suco de laranja e xarope de frutas

Jack Daniels – A carta de drinques é show de bola, a mais inusitada é o Hermano Jack, que além da apresentação artística, é uma mistura bem sucedida do uísque Jack Daniels (garrafinha de 50ml) no copo, e com adição de suco de laranja e xarope de frutas. Hilário de bom.

Acapulco, drinque docinho e refrescante

Acapulco – Este drink é mais docinho. União de morango, suco de laranja, limão siciliano e água tônica (refrescante).

Doce: Cheesecake de limão

Adorável – Cheesecake de  limão vem sobre uma base crocante de chocolate,  coberta com chantilly e raspas de limão. Para compartilhar.

Chef Amanda Junqueira desde menina tem história com as panelas

Rainha – A casa é um sonho compartilhado pelos irmãos Gusmão com a chef Amanda Junqueira, que tem história interessante com a cozinha. A alagoana sempre gostou das panelas, tanto que, desde menina avisava: “mãe, deixe que eu faço o almoço”. Assim, a moça apegou-se ao fogão. Formada pelo Senac de São Paulo, estudou sobre culinária Tax Max. Para abrir o La Rosa, investiram na consultoria com chef Mexicano.

Detalhe da La Rosa, na Jatiúca

Resultado, La Rosa, tem ótima comida, drinks irreverentes, time de primeira e  cerveja artesanal, incluindo as alagoanas Caatinga Rocks e Hop Bros. A decoração cativa o nosso olhar com fotos de Frida, Chaves, rosas e as famosas caveiras, tradição mexicana para celebrar o dia dos mortos com muita festa.

Arriba, México! Nossa Senhora de Guadalupe, rogai por nós e pelos mexicanos!

Nossa Senhora de Guadalupe protegendo o La Rosa

Rota La Rosa

Preços: R$ 8,00 até R$49,00/ Aceita-se cartões

Funciona  de Quarta a Segunda das 18 às 00/ Endereço: Rua Professora Maria Esther da Costa Barros, 239/ Telefone: (82) 99925-8748

Fachada da La Rosa na Jatiúca

Caveiras, tradição cultural do México

«

»

1 comentário
  • Regis
    2 anos Atrás

    Muito bom… recomendo…

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

  • Lancinho de tarde: Falafel bolinhos fritos de grão-de-bico com especiarias do @falafel_do_egito. 
#vegano #vegetariana #dicadanide #maceio #alagoinhas #pontaverde #foodtruck
  • A convite do jornalista e apresentador, @wilsonjunioral, do programa Balanço Geral, da @tvpajucara , visitei o famoso Nado’s Bar para provar a ova de peixe e o caldinho de galinha. No último tempo, também degustei a galinha velha guisada, por sinal, danada de boa. O recinto é simples e tem comidinha primorosa sob o comando do casal Josinaldo, conhecido como Nado, e Maria do Socorro dos Santos. A casa fica  no bairro da Ponta da Terra.
Rua Dona Alzira Aguiar, 269 – Ponta da Terra (terceira rua por trás do Bompreço da Pajuçara)/ Telefone: 98877.3458
http://www.nidelins.com.br/2019/06/14/ova-de-peixe-da-ponta-da-terra/
  • O chef @rodrigoaaragaoal adotou o cuscuz de arroz do Luiz, e elaborou uma farofa com tomate, cebola, pimentão, pimenta biquinho com camarão no molho de tomate, lembrando a receita do Bar das Ostras. Onde: @lalirestaurante
Av. Dr. Antônio Gomes de Barros (antiga Amélia Rosa), 172 – Jatiúca
  • Quando menina, gostava de comer charque cru. Depois, entrevistando o chef Rodrigo Aragão, descobri que ele também fazia a mesma coisa. E assim, a cozinha vai se enchendo de lembranças boas. O alagoano criou o carpaccio de charque, que ele mesmo produz no seu Restaurante Lali.
http://www.nidelins.com.br/2019/06/13/carpaccio-de-charque/
  • O novo restaurante Kawamura, de cozinha japonesa, além do lamén (sopa oriental), tem a comida do dia a dia da cozinha da família japonesa da Maki. A chef tem uma linda história de amor com Akira Takada Tani. Confira no meu blog:http://www.nidelins.com.br/2019/06/12/paixao-japonesa/
#dicadanide #maceio #cozinhajaponesa
  • O céu não é o limite, principalmente para a confeiteira @sandyfarias, da Le Brulé (@lebrulecafeteria) que, no próximo sábado, lança croissants doces, muito doce, junto com a sócia  Andréa Pessôa (@deapessoa) . Na versão sobremesa, o pão tipicamente francês vem com fios de caramelo, flor de sal, brigadeiro brulé, farofa doce de castanha de caju e sorvete de creme da Bali.
http://www.nidelins.com.br/2019/06/11/croissant-doces/
  • Gente do céu, a receita do bolo de banana sem glúten, sem lactose e sem açúcar, continua na parada de sucesso. De novo, ele ganhou o primeiro lugar com 13.825 acessos no blog. Em segundo lugar ficou a trilha de pasteis de Alagoas com 5.414. Em terceiro, a Acarajé da Luz do Restaurante Cambito com 4.231
http://www.nidelins.com.br/2019/06/10/bolo-da-banana-tri-campeao/
  • #Repost @wilsonjunioral (@get_repost)
・・・
Eu e a amiga caçadora de sabores Nide Lins..... Pelos Botecos da Vida !!. Bar do Nado's na Tv. Dona Alzira Aguiar, 265 - Ponta da Terra. Destaque para Ova de peixe e caldinho de frango ..... 👏👏👏👏👏😊😊