TOPO
Destaques receitas

Flocão Pindorama, rende bom cuscuz e muito mais…

 

No mês de setembro, a convite do Sebrae Alagoas (@sebraealagoas), conheci a Cooperativa Pindorama (@cooperativapindorama). Se já era fã do trabalho da cooperativa, que une mais de mil trabalhadores do campo, visitando o empreendimento, com sede em Coruripe, meu respeito e minha admiração só aumentaram. Tudo começou bem além do café da manhã, com produtos da casa Orquestra Musical Pindorama, de jovens aprendizes rurais, e um grupo musical, O Amanhã de Pindorama, com crianças tocando flauta doce. As duas iniciativas expõem o compromisso com a educação e a busca contínua para revelação de novos talentos. Mas a grande novidade, sem dúvidas, é o flocão de milho. O produto é um espetáculo: rende cuscuz fofinho e outras receitas, como o cuscuz recheado da chef Nadja Freires (@nadjafreiresfreires), do Kero Mais Sandubaria  (@keromaissandubaria).

O cuscuz com flocão Pindoroma fica bom não, se amostra… A chef Nadja contou os segredos para a tradição mais amada pelos nordestinos ficar perfeita. “Testei o flocão e gostei da textura: é mais fino e hidrata mais rápido”, contou a chef.  O Flocão Pindorama chegou com preço bem convidativo. No supermercado Ponto Certo estava por R$ 1,29.

Floclão Pindorama deu mais sabor ao cuscuz recheado da chef Nadja Freire do Kero Mais

Para o sucesso do cuscuz, a chef Nadja Freire hidrata a massa com água por cinco minutos, depois unta a cuscuzeira com manteiga Pindorama e recheia com carne de sol. A receita completa vou compartilhar no final da matéria, mas agora saiba sobre a Pindorama, uma cooperativa que nasceu de um sonho do franco-suíço René Bertholet.

Nadja Freires, aprovou o floclão Pindorama

🌽 Ingredientes:

– 4 xic. de flocão Pindorama
– 2 1/2 de água
– Sal a gosto

🧀 Para o recheio:

– Carne de sol desfiada
– Queijo coalho derretido ou o recheio de sua preferência.

Unte a cuscuzeira com a manteiga Pindorama

Modo de Preparo:

– Coloque o flocão em uma vasilha, adicione sal e umedeça o cuscuz com água. Deixe a massa descansar por cinco minutos para hidratar. Na hora de umedecer, tenha cuidado para não molhar demais a massa para que não fique seca.

– Com pincel, unte a cuscuzeira com manteiga Pindorama.
Para cada cuscuzeira coloque a metade do flocão. Em seguida, ponha o recheio e, por cima, adicione o flocão, tampe e leve ao fogo. .

– Deixe a massa cozinhar entre 8 a 10 minutos.
Segredo: Tire a tampa com as pontas dos dedos e veja se o cuscuz está fofo. Ss tiver, já está bom, é só desenformar. Adicione mais manteiga Pindorama, café e seja feliz com o cuscuz Pindorama

Sugestão da chef Nadja Freire
Adicione por cima uma fatia de queijo coalho frito, faça um café e seja feliz.

Creme de goiaba, novidade da Pindorama

Mais Pindorama

René Bertholet nasceu no dia 24 de abril de 1907, em Genebra, na Suíça. Desde jovem demonstrou interesse pelas lutas dos trabalhadores por seus direitos. Bertholet militou em organizações político-sindicais em vários países da Europa. Na década de 1930, chegou a ser preso pelo governo nazista, na Alemanha, onde ficou encarcerado por vinte meses. Em 1953, desembarcou em Coruripe, Alagoas, para a instalação de uma cooperativa que iria beneficiar agricultores pobres e sem-terra em Pindorama.

Memorial Renê Bertholet. É um equipamento cultural inaugurado em 1º de maio de 2000

Para conhecer a história, visite o Memorial Renê Bertholet. É um equipamento cultural inaugurado em 1º de maio de 2000, data em que se comemora o Dia do Trabalhador e, por coincidência, lembra o dia da morte, ocorrida no ano de 1969, do fundador da Cooperativa Pindorama. Atualmente é considerado um case de sucesso do cooperativismo no Brasil.

Orquestra Musical Pindorama, de jovens aprendizes rurais

Visits: 0

«

»

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ad

Siga-me no Instagram

Instagram has returned invalid data.

https://www.instagram.com/nidelins/