TOPO
Destaques Zero Glúten Lactose Açúcar

Bolo de banana, sem açúcar e com afeto

Segunda-feira, primeiro dia da semana, e um café e bolo quentinhos são sempre um bom começo. De modo que decidi compartilhar o bolo que não leva farinha de trigo, açúcar e nem leite. A receita, da chef Nidia Battaglia, do restaurante Ser-Afim, comida natural e vegetariana, pede aveia sem glúten e bananas prata bem madura, mas eu fiz tanto que alterei um pouco o modo de fazer. Detalhe: quanto mais a banana prata estiver madura (com casca preta) maior a doçura.

O bolo não precisa de açúcar porque a banana tem seu doce natural, e ainda leva passas. Prático de fazer, bom para acompanhar o café. Veja ao final a receita. Sobre o Ser-Afim, pode-se dizer que é uma das estrelas de alimentação saudável, natural e vegetariana de Maceió.

Bolo de banana com aveia, sem leite e açúcar, mas é gostosa

Bolo de banana, zero de açúcar, de glúten e lactose

Quanto mais madura a banana mais doçura no bolo

Ingredientes:

6 bananas prata bem maduras

5 ovos (Utilizo apenas 3)

1 xícara de óleo girassol

1 xícara de uvas passas

2 xícaras (bem cheias) de aveia sem glúten

1 colher de sobremesa de bicarbonato de sódio

1 colher casca de laranja

1 banana da terra madura (opcional)

Canela em pó (1 colher chá de sopa)

Modo de fazer:

Adicione ao liquidificador as bananas, ovos e o óleo. Bata bem.

Em seguida coloque uma xícara de passas e pulse. Adicione casca de laranja.

Coloque numa vasilha e misture aveia e canela.

Unte a forma com manteiga e farinha de arroz.

Despeje a massa na forma e coloque por cima rodelas da banana da terra. (opcional)

Leve ao forno aquecido, fica pronto entre 30 a 40 minutos (depende do forno).

Deixe sua semana mais gostosa e leve.

 

 

«

»

2 comentários
  • Nilzete Cavalcante
    4 semanas Atrás

    Boa noite!
    Qual a banana que vai na massa do bolo ?

    • Nide Lins
      4 semanas Atrás
      AUTOR

      banana prata bem madura

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

  • Já comeu as coxinhas de galinha do Conversa Botequim? Pois bem, as beldades são viciantes. A gente começa a comer e não querer mais parar. Na receita, o salgado leva batata inglesa, farinha de trigo e leite, depois são empanadas na massa de tempurá e farinha panko (pão japonês). O recheio é generoso.
Para acompanhar o petisco, cerveja bem gelada ou drinks do Itynerantys
http://www.nidelins.com.br/2019/04/24/coxinha-do-conversa/
@conversabotequim @itynerantys @luizsiqueira87
  • Na pracinha, por sinal, bem lindinha, da cidade de Capela, uma placa do governo do Estado indica o Caldinho de Capela, patrimônio alagoano sob a batuta do Newton Melo Bastos, uma lenda viva do Município que também abriga o atelier do ceramista João de Alagoas e seus seguidores.
Saiba mais no meu blog: http://www.nidelins.com.br/2019/04/23/seu-newton-autoridade-do-caldinho/
#dicadanide #alagoas #comidadibuteco #alagoas #capela
  • O churrasquinho de cordeiro escoltado por arroz com alho, feijão preto, farofa com bacon e salada, é uma das delícias do
Santo Almoço Executivo, no  Santo Antônio Bar, com preços de R$ 18,90 até R$ 36,00 (prato pra uma pessoa). De terça-feira à sexta-feira, o cardápio leva assinatura do @serginhorjuca. Veja mais no blog: http://www.nidelins.com.br/2019/04/22/almoco-com-antonio/
#dicadanide #maceio #restaurante #jatiuca #almoçoexecutivo
  • Espírito Santo do atelier João das Alagoas na cidade de Capela. Destino de arte e do famoso Caldinho do seu  Newton, o melhor da região.
  • Sexta-feira da Paixão, maré baixa, mar sereno, lua cheia, gente, muita gente assentada na areia, ou nas cadeiras que trouxeram de casa. Tudo para confortar o corpo, porque o coração já estava domado pelo projeto Velas Telas na Praia da Ponta Verde, bem de frente ao farol que nos guia.  As velas enfileiradas viraram telas de cinema ao céu aberto como o escurinho do cinema, onde foram projetas obras dos artistas plásticos alagoanos. As velas não partiram para o mar, mas projetaram a beleza dos nossos artistas plásticos e nós, até domingo, dia 21, podemos mergulhar no universo da arte no projeto Arte em Movimento – VelasTelas, do Núcleo Zero e Mirna Porto com patrocínio do Magazine Luiza por meio da Lei Rouanet. http://www.nidelins.com.br/2019/04/20/velas-da-lua-cheia/ foto: tela de Lula Nogueira @curiboca 
#velastelas #maceio #alagoas #cultura
@velas.telas @nucleozero_ @mirnaportomaia
  • Minha Maceió é mar, lua, Arte em Movimento - VelasTelas, projeto do @nucleozero_ @mirnaportomaia na orla da Ponta Verde (na altura do Farol), até  21 de abril, a partir das 20h.  Patrocínio @magazineluiz
#dicadanide
#maceio
#arte #pontaverde @rosapiattiarte @mirnaportomaia @nucleozero_
  • Fique ligado: Vem aí o Janga Week, de segunda a sexta, no Janga Praia no horário do almoço com prato para duas pessoas no valor de R$ 69,00. São seis pratos para o comensal escolher, como a Tilápia Primavera com salada e acompanhada com arroz integral, mas tem camarão, frango e carnes. Saiba mais sobre o @restaurantejanga no meu blog: http://www.nidelins.com.br/2019/04/19/camaroes-crocantes-do-janga/
  • A moqueca de camarão, quando sobra de um dia para outro no doce lar da família da Chef Vera Moreira, tem destino certo: o café da manhã. Basta adicionar ovos na moqueca para acompanhar o cuscuz de milho. Essa tradição do café da manhã  foi parar no cardápio do restaurante Akuaba. Mas, no lugar do cuscuz, entrou em cena o arroz, a farofa e o pirão. É bom demais. Saiba mais sobre os 25 anos do @akuababr no meu blog http://www.nidelins.com.br/2019/04/18/temperando-maceio-com-dende/
@verasmoreira @jonatasmoreira @ainamoreira @osvaldo_moreira 
#dicadanide #maceio #cozinhabaiana #moqueca #acaraje