TOPO
Destaques

Cuscuz do bem

Em dias de domingo, a produção de cuscuz de arroz, carne de sol, macaxeira e pão, que não era vendido, tinha destino certo: os moradores de rua. A iniciativa, do alagoano Rodolfo Novais, do empreendimento A Carroça (@acarrocafoodtruck), prossegue agora na pandemia, como ação de solidariedade. E você sabia que a gente pode ser parceiro nessa jornada?! Na compra de um prato e a doação de R$ 2,00 (pode doar mais, o valor é revertido em lanches para os sem teto.

Sucesso da A Carroça: Pão na chapa com queijo e carne do sol é perfeito, e com a doação de R$ 2,00 é revertido em solidariedade

“Sempre faço com os amigos da igreja. No último domingo, além da arrecadação, nosso restaurante também fez doação e conseguimos fazer 50 lanches. Esta semana queremos incluir a água, porque muitos pediram”, conta Rodolfo.

Com a quarentena, as pessoas deixaram de ir pra rua, e muitos ficaram sem nada”, relata o alagoano. Por isso toda ajuda é bem vinda, porque a cozinha, o chef e equipe já estão na guerra para matar um dia de fome. Vamos ajudar? Peça seu cuscuz e  contribua com o próximo, faça o bem!

Cuscuz de arroz, receita tradicional da cidade de Penedo

História – Quando menino, Rodolfo Novais era, e ainda é, apegado às moedas, afinal, os trocados representavam para ele a riqueza de comer doces, balas e diversão nas festas que aconteciam na praça da bela cidade histórica de Penedo. Para conseguir seu primeiro “din din”, o bom rapaz ajudava a sua Tia Nilde na tarefa de moer o arroz, que virara o famoso cuscuz. Dessa história de infância nasceu o food truck A Carroça, na Praça Denis Agra, em Maceió, e a estrela, claro, é o cuscuz de arroz de Penedo nas versões doce e salgado. No ano passado abriu uma pequena cafeteria com cuscuz, macaxeira, carne do sol, pão na chapa, tudo bem nordestino.

O modo de fazer é o mesmo, o arroz fica de molho por um bom tempo, depois é seco e segue para o moinho de cerais, onde o grão vira pó finíssimo. A cuscuzeira é herança e tradição da família Novais, e é hilária, porque são quatro cuscuzeiras sem tampas, ligadas a uma panela redonda. Curioso, só funciona quando todas estão preenchidas.  O cuscuz quando fica pronto é molhado no leite de coco, deixando-o com a textura super delicada, e como dica, aproveite para adicionar manteiga e, aí,  o mundo gira.

Cardápio da A Carroça é bem nordestino

Rota A Carroça

Preços: Cuscuz com carne de sol e queijo coalho – R$13,00/ Pão na chapa com carne do sol – R$10,00

Av. Vital Barbosa 817 Ponta Verde/ Telefone: (82) 82 99141-5887/ 99347-9727

Quando tem colaboração dos clientes, o restaurante prepara lanches para os moradores de rua

«

»

2 comentários
  • Marise Dantas Ferreira
    7 meses Atrás

    Pode divulgar a receita do cuscuz de arroz? Obrigada!

    • Nide Lins
      7 meses Atrás
      AUTOR

      Boa noite, vc tem quer ligar para Rodolfo, porque é uma receita de família

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram did not return a 200.