TOPO
cozinha de boteco Destaques

Segunda do Samba, e de comidinhas

“Lá vou eu, lá vou eu/ Hoje a festa é no Bom Bar”, isso mesmo, o Samba da Periferia (@sambadaperiferia.al). Literalmente, “Não Deixe o Samba Morrer” em plena segunda-feira com muito samba e comidinhas. Quando o cansaço não me derruba, depois da aula do curso técnico de Gastronomia do Senac, exatamente às 22h, eu vou para a roda mais animada da cidade. E agora está mais organizada, tem fichas para bebidas e comidas, como os famosos churrasquinhos e caldos. E não esqueça, o couvert artístico dos músicos é R$5,00 (por pessoa). A tradição quase foi abalada pela pandemia, contudo os meninos Tércio Davi e Gilvan Oliveira voltaram com força. Então  anote:  Bom Bar (@bombar_galeteria), Rua Álvaro Marinho, 728-Prado, das 20h30 até meia noite tem samba, comidinhas, e muita gente feliz. Vamos?

Tradição: O samba invade a rua do Bom Bar nos dias de segunda-feira

Bombar era para ser uma galeteria, mas ficou apenas no nome. O samba é a estrela da casa sob o comando do grupo Samba da Periferia, formado por músicos profissionais, que na segunda-feira, dia de folga, se reúnem em torno da mesa de bar e, com a proteção de São Jorge, faz todo mundo dançar até meia noite.

Espetinho de carne e frango com molho secreto da casa

O estabelecimento, estilo boteco cultural, começou em 2014, bem pequeno. Atualmente são três residências, mas a rua inteira é tomada por gente feliz. Além dos músicos da casa, estrelas alagoanas são convidadas, e a rainha do samba é a pianista Selma Brito, que toda segunda bate o ponto.

Os sócios Tércio e Gilvan com a rainha do samba, Selma Brito

Os donos do pedaço são os professores Tercio Davi e Gilvan Oliveira. Apaixonados pela cultura, eles investiram no bar para se divertir. E deu mais dos que certo. Inclusive, muita gente, já fecha o bar para celebrar o aniversário.

Caldinho de sururu do Bom Bar

Na cozinha, os caldinhos de sururu e de vaca atolada são do Gilvan. Já Tércio é responsável pelos espetos que vêm no molho secreto da casa. A caipirosca nevada é a sensação da casa.

E já sabe, segunda é assim: “pra que chorar, pra que sofrer/ se há sempre um novo amor/ cada novo amanhecer”.

Samba da Periferia na segunda bate o ponto, ou melhor, o samba no Bom Bar

Rota: Bombar

Samba da Periferia: Couvert artístico: R$5,00

Funciona de segunda das 20h30 até meia noite/ Sexta, sábado e domingos até 1h

Rua Álvaro Marinho , 728-Prado/ Telefone 82 98899-7163

«

»

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram did not return a 200.