TOPO
Destaques Viva os cânions

Piranhas, cidade de Lampião

Quem chega a Piranhas é fisgado pelo Rio São Francisco, que  borda a cidade histórica entre os morros. Na cidade alagoana tombada como patrimônio histórico nacional, é muito fácil até encontrar Lampião recitando poesia, ou contando sua história no Museu do Sertão, na antiga Rede Ferroviária. Também é só navegar rumo ao município sergipano Poço Redondo, do outro lado do Rio, para trilhar a rota do cangaço, última parada de Lampião, Maria Bonita e seu bando.

Na cidade de Piranhas a gente sempre encontra um Lampião

A rota do Cangaço tem duração de 1h, e poucos obstáculos, refazendo o percurso da volante (soldados) até o esconderijo do bando de Lampião. No trajeto é muito sol, onde podemos apreciar a vegetação típica da caatinga até um pequeno vale onde estão afixadas duas cruzes, marcando implicam onde os cangaceiros foram assassinados.

Espaço Angicos tem comidinhas maravilhosas assinada pela chef Angecila

Depois de trilhar a história do cangaço, é mergulhar nas águas do Rio São Francisco. O legal é que a rota do Cangaço é em dose dupla, dois empreendimentos, o Cangaço Eco Parque e o Espaço Angicos, que  são verdadeiros edens no nosso sertão. Lá tem todo o mimo que merecemos, comida boa, redes para deitar, e o Velho Chico aos nossos pés adoçando nossas vidas.

A cidade de Piranhas é coração do “Viva os cânions” um projeto do governo do Estado, Sebrae, governo do Estado, prefeitura e empresários do Sertão para fomentar o roteiro cultural, ecológico, e gastronômico entre Alagoas e Sergipe. E arrume as malas, porque na região tem mais de  três mil leitos para a gente mergulhar no mundão do Velho Chico.

Cangaço Eco Parque com destaque para moqueca de camarão

Mais dicas:

Barcos – Um dos passeios que mais preenchem meu coração é navegar pelo Rio São Francisco, nosso Velho Chico, com seus milhares de redemoinhos. Dá um medo danado, mas o barco nunca virou. Mas, claro, só mergulhe nos lugares indicados, nada de aventura, porque só os ribeirinhos é que são que nem peixe e desafiam a profundidade do rio. A cidade de Piranhas vai ficando para trás e como é lindo ver os casarios, igrejas, barcos, estação de trem e, se for no inverno, até setembro tudo fica verdinho. No verão, o cenário é seco, mas nada estraga a beleza das águas verdes do Velho Chico.

No passeio de barco a cidade de Piranhas vai ficando para trás e como é lindo ver os casarios, estação de trem e toda beleza da natureza

Todo turista que chega em Piranhas é o ator principal, e na orla já tem barco ou catamarã aguardando para navegar entre os morros e de longe apreciar a cidade lapinha. No passeio, aproveite para conhecer o povoado de Entremontes, onde as mulheres bordam rendendê e ponto de cruz e não deixe de levar lembranças da cidade.

Bordando a mão: Boa Noite é feito manualmente pelas mulheres ribeirinhas

Vá ao Museu do Sertão na antiga estação ferroviária, um dos principais monumentos arquitetônicos da cidade, que abriga a história do povo sertanejo com acervo da própria comunidade, claro, e Lampião e Maria Bonita que junto ao seu bando tiveram as cabeças expostas na escadaria da cidade de Piranhas, têm espaço cativo no Museu.

Bares e restaurantes movimentam a noite da cidade de Piranhas

Agora, quando as estrelas cobrem o céu, o centro histórico de Piranhas é uma festa, gente bonita, e tem culinária da comida regional a japonesa. E o melhor, o show do Grupo Xaxado Altemar Dutra, vestidos de Lampião e Maria Bonita, colocando todo mundo para dançar no maior forró.

Amo…

Xerém com galinha e salada de bacalhau do Nossa Bodega

Nossa Bodega: vai além de um espaço gastronômico. É proposta corporativa. Lá tem vinho de uva de Xingó, picles de legumes da chef Angecila, mel da cooperativa COOPEAPIS, cachaça do Engenho São  Lourenço, cervejas artesanais, geleias de Arapiraca, enfim, abraça os pequenos produtores para dar visibilidade no polo turístico mais importante do sertão, Piranhas.

Croqueta de bode com maionese de queijo manteiga

Nalva: O bode é estrela nordestina, e no Sertão, vige Maria, é o tal, presente nas festas, casamentos, batizados, noivados e até como prêmio em partida de futebol. Mas um certo dia, o chef alagoano, Antônio Mendes (@antoniomendes01), aprumou o bichinho numa versão chiquérrima, croquete de bode. Ele vem numa “pompa”… É um delicioso bolinho com massa de macaxeira e batata inglesa, temperado no caldo do bode com pimenta, alho, páprica, e finalizado com coroa de maionese de queijo manteiga. Valei-me, meu Padim Ciço! Agora desejei, e você? Então, vamos partir para cidade de histórica de Piranhas, precisamente no restaurante Nalva (@nalvacozinhaautoral) porque lá a comida é boa.

Na Piranhas Nova tem ótima hotelaria como a Dunen

A cidade se divide em Piranhas velha (compreende o centro histórico) e a nova, onde está localizado o bairro Xingó que abrigou os funcionários da CHESF, e depois da construção da Usina Hidrelétrica de Xingó, e  se transformou em  novo polo turístico com hotéis, pousadas e restaurantes.

Piranhas, cidade do sertão alagoano, patrimônio histórico nacional

Hospedagem

Recepção da Hospedaria uma mistura cultural de Alagoas e Pernambuco

Pousada O Canto (@pousada_o_canto) – Um casarão bem aconchegante, ideal para casal, lugar mais sossegado, logo depois da Estação de Trem. Indicado para casais de apaixonados.

Pedra do Sino Hotel

Pedra do Sino –  Todo mundo que se hospeda na Pedra do Sino Hotel (@pedradosinohotel) tira centenas de fotografias da piscina. Aliás, nunca vi uma piscina tão famosa como a do Sino. Mas tem uma explicação; dela registramos a mais bela vista da cidade de Piranhas com o Rio São Francisco.  No meu imaginário, o Velho Chico sai bordando entre os morros Imagine na noite de lua, os passos de cor de prata no Velho Chico, um escândalo de beleza.

Hospedaria, Casa, Pousada (@hospedariapousadacasa)- Acordar ou tomar o café regional ao som do saxofone é o bem receber dos pernambucanos e alagoanos de coração, Álvaro e Suely Moreira, ambos apaixonados pela cidade de Piranhas. Eles se aposentaram e transformaram o sobrado da família em Hospedaria, Casa, Pousada com quatro apartamentos e um hostel. E quem lá se hospeda se sente em casa e a partida é difícil, o casarão abraça a gente carinhosamente.

Dunen Hotel (@dunenhotel): Hotel na cidade nova de Piranhas, destaque para decoração do artesanato da Ilha do Ferro. Ótimos apartamentos

Pousada Lua Rosa (@pousada_luarosa) – Pousada simples, econômica e próxima ao centro histórico de Piranhas

 

«

»

6 comentários
  • Dayane
    3 dias Atrás

    Estava precisando mesmo de indicações em Piranhas. Vc sempre mto precisa. Anotamos tudo e agora é só fazer as malas.

  • Raymundo Rodrigues Rego
    3 dias Atrás

    Como filho da cidade de Piranhas, fico muito feliz com essa otima matéria.
    Parabéns!!!
    Faço também a todos , o meu convite.
    Quem vai a Piranhas , sempre retorna.
    Grande abraço.
    Raymundo Rodrigues Rego.

  • Edvaldo
    3 dias Atrás

    Cidade Linda, passeios maravilhosos, Pousada Asa Branca a melhor, eu e Piranhas um caso de Amor

  • Orlando Ramos
    2 dias Atrás

    Nide sendo Nide,….. nossa maravilhosa guia gastronômica e turística,resgatando em todos nós a vontade de viajar , conhecer nossas belezas naturais , cidades, povoados, e comidas deliciosas #Nidenosrepresenta.uhuu
    Abraço do Profo.Orlando da Uneal, seu fiel seguidor…rsrsrs

  • Otávio Cabral
    1 dia Atrás

    Cara Nide,
    aqui é Otávio Cabral, já morei um bom tempo em Piranhas e adoro seus comentários sobre a gatronomia e a hospedagem. Realmente aqwuela cidade cresceu bastante e hoje oferece várias opçõles. Creio que faltou você falar na Pousada Trilha do Velho Chico, na beira do rio. que oferece inclusive opções para Camping. Outra citação que faltou foi o restaurante de seu Ionas, o Canoa de Tolda, também na orla do Rio e que oferece uma peixada da melhor quaiidade. Forte abraço amiga e continue divulgando essas delícias do sertão alagoano. A propósito, a Nossa Bodega é da minha cunhada. Forte abraço,
    OTÁVIO CABRAL

    • Nide Lins
      47 minutos Atrás
      AUTOR

      Com certeza vou conhecer em breve a Pousada Trilha do Velho Chico e Canoa de Tolda, porque indico quando conheço, mas já está anotado. Feliz 2022

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram did not return a 200.