TOPO
Destaques Turismo

Nossa Bodega, sabor de afeto

Fabiana de Souza Amorim, carinhosamente Fabi, é uma alagoana arretada, menina alegre, que adora visitar as cozinhas do interior para provar quitutes, como o xerém com galinha guisada que sua vó, na cidade de Piranhas, fazia divinamente. Essa lembrança ela trouxe para a Nossa Bodega, e a gente come até lamber os beiços de tanta gostosura.

Fabi comanda o Nossa Bodega, comida cheia de afeto no Centro Histórico de Piranhas

Segundo o Chef Antonio Mendes, Xerém é uma receita sertaneja lá das bandas da Paraíba e como um vento se espalhou pelo Nordeste. Fabi prepara o xerém (farinha de milho quebradinho) e mistura com o caldo da galinha guisada temperada conforme a tradição.

Xerém com galinha e salada de bacalhau do Nossa Bodega

Nossa Bodega vai além de um espaço gastronômico. É proposta corporativa. Lá tem vinho de uva de Xingó, picles de legumes da chef Angecila, mel da cooperativa COOPEAPIS, cachaça do Engenho São  Lourenço, cervejas artesanais, geleias de Arapiraca, enfim, abraça os pequenos produtores para dar visibilidade no polo turístico mais importante do sertão, Piranhas.

Pôr-do-sol dos cânions dourados em Olho D’ Água do Casado

Abraçar os cânions do São Francisco é também a proposta do governo do estado e do Sebrae Alagoas, que criaram a Instância da Governança  Cânions do São Francisco. Em suma, unir os empresários das cidades Piranhas, Delmiro Gouveia, Olho D’ Água do Casado, Pariconha, Belo Monte, Pão de Açúcar e Água Branca para vender o destino turístico abençoado pelos cânions do Rio São Francisco com suas histórias, cultura, culinária, e suas carrancas que protegem o nosso amado Velho Chico.

A exuberância dos cânions do Rio São Francisco

Viajei a convite do Sebrae Alagoas para vivenciar o roteiro dos cânions e em breve vou compartilhar com vocês.

 

«

»

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram did not return a 200.