TOPO
Destaques

Quebra-queixo, doce da infância

Na minha infância, o dinheiro era curto, mas quando ouvia grito de guerra, “Olhaaaa, o quebra-queixooo”, eu já corria para garantir minha fatia do doce com pedaços de coco ou de amendoim, e até hoje gosto dos dois. Passa ano e entra ano, este doce é maravilhoso continua baratinho, com R$ 2,00 é o passaporte da felicidade. Continuo fã do seu Açucena, que faz e vende no bairro do Jacintinho.

Quebra-queixo com pedaços de amendoim, lembrança da infância

Aproveito para compartilhar com vocês a felicidade de saber que o Santo Sertão Laticínio (@santosertao.laticinio) no dia da inauguração comprou toda produção de quebra-queixo de seu Açunena, e ele mesmo foi até a loja distribuir com aos clientes. Que mais ações de apoio com estes guardiões das tradições se proliferam. Valeu Santo Sertão Laticínio.

Na inauguração do Santo Sertão Laticínio, o quebra-queixo do seu Açucena foi brinde para os clientes

O quebra-queixo sempre compro para dar de presente. Meus sobrinhos, apesar de crescidinhos, ainda são minhas crianças, e quando vêm de São Paulo ganham o doce e ainda levam para presentear os amigos.

Em 2021 o alagoano completou 77 anos, e para ele não tem tempo ruim. Sua rotina é acordar cedo, ir até o mercado do Jacintinho comprar os ingredientes, e depois de um bom café ele inicia o saber e fazer da tradição. Primeiro rala os cocos, prepara o fogo à lenha, mas seu maior xodó é o tacho de cobre, onde mistura o coco ralado e açúcar até conseguir o ponto certo do doce.  Como mora no Jacintinho, agora está mais tranquilo e trabalhando pertinho de sua casa. Com o doce pronto, às 12h30, Açucena coloca o tabuleiro na cabeça e segue seu destino. No trajeto até o Ginásio já vai vendendo pelas ruas, por volta das 13h ele já chegou à avenida Mais movimentada do bairro.

Quebra-queixo do Açucena é feito em tacho de cobre

Quebra-queixo do Açucena

R$ 2,00 (só dinheiro)

De segunda a sábado, a partir das 13h

Ginásio Poliesportivo Arivaldo Maia – R. Cleto Campelo, S/N – Jacintinho/ Telefone para encomendar: 82 98813-6945 (Silvania, filha do Açucena)

 

 

 

«

»

1 comentário
  • Gilberto
    2 segundos Atrás

    Ah que saudades do quebra-queixo da minha infância lá no Tabuleiro , moro em Brasília e aqui tem quebra-queixo também, na Torre de TV e na Feira dos Importados mas. parece que é receita lá do Maranhão que tem um saborzinho azedo bem diferente da doçura do nosso.

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram did not return a 200.