TOPO
Destaques Homenagem

Yêda Rocha, nosso bem-querer

A culinarista Yêda Rocha completou 90 anos de idade no último dia 4 de setembro, e quem está de parabéns é a gente por ter uma alagoana tão arretada, com coração de menina, fã de botecos, gosta de cervejinha, bem humorada e dona dos melhores pasteis de festa do mundo. O grande legado de Yêda, ao lado de suas saudosas irmãs (Bartyra, Jacy, Jacyra, Maria e Moema) é “Delícias da Cozinha Alagoana”, o primeiro livro de independência da cozinha alagoana, porque antes apenas a Bahia e Pernambuco se sobressaíram no cenário culinário (claro, merecidamente, dois ícones da gastronomia brasileira), mas enfim, a terra de Graciliano Ramos revelou seu DNA para o Brasil e o mundo.  As receitas nascidas no fogão do Engenho Varella em São Miguel dos Campos, até hoje cativam nosso paladar.

Yêda e seus famosos pasteis de festa (polvilhado com açucar)

Na cozinha do Engenho Varella, lar das irmãs Rocha, nasceram receitas como a de licor de maracujá, batizado de “Laco-paco”. Servido bem geladinho, refrescante e delicioso. A fabricação da iguaria é caseira e, segundo a dama da gastronomia alagoana, Yêda Rocha, no Engenho tinham duas senhoras bem velhinhas que conheciam o saber e o fazer do licor. “Aprendemos com elas”, lembrou Yêda.

“As receitas circulavam entre nós, registrando o nome de quem nos deu ou de quem era a mais perita em determinado prato, como a Brasileira, da Caetana (escrava do Engenho Cumbe) ou o Pudim Abolicionista (sucesso do fim do século 19), de tia Chiquinha”, relatam as irmãs na apresentação do livro.

Para celebrar a vida de Yêda Rocha, compartilho a receita do “Laco-paco” de maracujá para brindar a saúde do nosso patrimônio cultural.

Laco papo, licor de maracujá, tradição do Engenho Varrela

Receita Licor Laco-Paco

Ingredientes: 30 maracujás

400g de açúcar triturado

1 garrafa de aguardente de boa qualidade

Preparo: Escolha os maracujás de boa qualidade e, de preferência, maduros. Faça uma calda forte com açúcar e água. Junte na panela a polpa de maracujá. Retire do fogo e acrescente a aguardente.

Deixe em infusão numa vasilha tampada até esfriar. Passe várias vezes em peneira fina de plástico, forçando com uma colher para aproveitar ao máximo a polpa. Coe mais de uma vez, engarrafe e guarde na geladeira. O Laco-Paco fica licoroso.


Galeria de fotos com Yêda Rocha

«

»

1 comentário
  • Vanessa Gonçalves
    2 horas Atrás

    Um ícone da culinária alagoana!!

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram did not return a 200.