TOPO
Destaques Doces

Flores de jaca, doce do verão

Jaca é o doce mel sem abusar do paladar. Amo desde que nasci. Lembro da minha mãe, dona Nia, tirando os bagos para a gente comer sem parar a doçura, fosse dura ou mole. E todo ritual de abrir a fruta com a faca e ter seu leite natural grudando nas mãos e faca. Uma meleira danada, e só óleo de cozinha para limpar. Minha tia Ida, era louca por jaca. Para ela, o melhor presente: comia no café da manhã e almoço, e sempre recomendava que depois de comer os bagos não podia tomar água. E o doce de jaca? Valei-me, é bom demais. O cristalizado, no formato de tulipa, é de uma delicadeza que desmancha no céu da boca, e até agora só encontrei em Porto de Pedras.

Doce de jaca cristalizado em formato de flor é uma delicadeza ao paladar

Duas alagoanas são detentoras desse saber, Ione Silva e Aurelina Maria, a Lela, da cidade de Porto de Pedras, na Rua da Piedade. É um doce de verão, pois a safra da jaca vai de dezembro a junho. Cada docinho custa apenas R $1,00 e, com certeza, não paga o trabalho dessas guardiãs.

Para fazer 120 flores, elas usam, em média, cinco jacas. A de textura mole é a mais apropriada para preparar a tradição. Na receita, apenas a fruta e açúcar. Depois é levar ao fogo por mais ou menos 1 hora, sempre mexendo até aparecer o fundo da panela. Deixa esfriar, e no outro tem que modelar com as mãos e deixar, pelo menos, dois dias de sol para virar o singelo doce cristalizado.

Doce jaca cristalizado vai ao sol com a proteção de um tecido telhado

Ione aprendeu com a mãe aos 13. Hoje lamenta que as jaqueiras estão sendo derrubadas para virar móveis. “É cada vez mais difícil achar a fruta”. Já Lela é professora aposentada, e conheceu os segredos do doce com uma vizinha. “No começo os doces eram meu dinheiro extra, davam uns trocados e ainda pagavam quem me ajudava a vender. Hoje, financeiramente, não rende, mas é minha terapia”, conta a alagoana que conta com apoio da vizinha Neia.

Conheci o doce de jaca cristalizado através da arquiteta Amália Abreu, mas, na época, perdi as fotos e informações. Este ano, a  jornalista e secretária de turismo de Porto de Pedras, Zélia Calvacante, enviou os contatos das doceiras, e, finalmente, fiz o registro precioso dessas mulheres, torcendo para que este saber possa ser passado às novas gerações.

Doce de jaca cristalizado derrete no céu da boca

Rota Doce de jaca cristalizado

Lela – 82 99158- 6358

Rua da Piedade, 164 – Porto de Pedras

Ione (neta Maysa) – 82 99422-4229

Rua da Piedade, S/N – Porto de Pedras

Preço: R$1,00 (unidade) Não aceita cartão

«

»

9 comentários
  • Taciana
    2 semanas Atrás

    Nide, que coisa mais linda ver essa matéria! Eu cresci indo para casa de praia em Porto de Pedras e desde a infância sou apaixonada por esse doce. Nunca encontrei em nenhum outro lugar! Hoje tenho quase 40 anos, fazia alguns anos que não comia. Ano passado, grávida, uma tia me enviou alguns para eu matar a saudade. Ao abrir o recipiente com os doces, chorei! Uma memória olfativa que me trouxe de volta muitos momentos vividos ali!

  • MÁRIO JORGE dos Santos
    2 semanas Atrás

    Em São Miguel dos Milagres também tinha muito bom, e ameixas de caju. Sensacionais.

  • Francisco Lima
    2 semanas Atrás

    Parabéns por mais uma excelente matéria!
    Sou fã dos doces de Dona Lela, parada obrigatória, sempre que estou na região.

  • Fernanda
    2 semanas Atrás

    Nossa parece muito gostoso

  • Ana correia
    2 semanas Atrás

    Conheço muito bem os doces da dona lela,e é uma delícia,agora vcs deixaram a desejar pq erraram o nome da cidade,pq não é porto calvo,e sim porto de pedras…

    • Nide Lins
      2 semanas Atrás
      AUTOR

      Ana, só teve um erro, e já foi corrigido, e não foi feio, jornalista. Ótimo dia

  • DIEGO WILLEANS DOS SANTOS
    2 semanas Atrás

    Olá!
    Em São Miguel dos milagres os doces de jaca cristalizados são fielmente conhecidos por qualquer nativo e turistas que voltam a procura dos doces feitos com excelência pelas mãos da dona “NADIR”.Hoje ela mora no céu mais passou a receita para seus filhos e netos

    • Nide Lins
      2 semanas Atrás
      AUTOR

      que maravilha Diego, vc tem o contato da família da Nadir?

      • DIEGO WILLEANS DOS SANTOS
        2 semanas Atrás

        Tenho sim!
        Esses números logo abaixo são das filhas da Nadir.

        Auvanir: (82) 99332-0053

        Cremilda : (82) 993288014

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram did not return a 200.