TOPO
Destaques Homenagem

O céu para o Chico

Quando eu passava pela porta do Recanto da Feijoada, o Francisco José da Silva, o boa praça, Chico, estava sempre sentado numa cadeira como se fosse cliente, e não o dono do boteco, no bairro da Jatiúca, há mais de 40 anos. “Minha filha, quanto tempo”, dizia quando me avistava. Num dia desses, perguntei como ele estava e me respondeu que “apareceu um câncer”. Disse isso na maior tranquilidade, no mesmo de tom de quem diz que está gripado. Isso foi em outubro de 2017. De lá para cá, lutou bravamente, mas perdeu a batalha na segunda-feira, dia 25.  Deixou sua amada Tereza Marina, dois filhos, Alex e Adones, cinco netinhos e uma legião de fãs.

O Recanto da Feijoada é uma das dicas preciosas do meu blog e da segunda edição do meu livro, Guia da Gastronomia Popular Alagoana. Em homenagem ao Chico, vou relembrar a história do empreendedorismo do ex-garçom do Bar das Ostras.

Recanto da Feijoada, também conhecida como Feijoada do Chico, uma tradição da gastronomia popular alagoana

Francisco José da Silva, o Chico, com muita ousadia, numa temporada de desemprego, arrendou uma antiga casa de palha – e nela instalou cinco mesas. Ao  lado da sua amada Tereza Marina Leobino, cozinheira do restaurante Gogó da Ema, começou vida nova: Recanto da Feijoada.

Tereza fazia a feijoada e Chico, o único garçom, atendia os fregueses. “Não tinha emprego, então a saída era fazer o que gosto: atender as pessoas. Na época comecei com a cara e coragem, e a feijoada”. A receita não tem segredo, diz Tereza. Mas, “pra ficar supimpa, é feita de um dia pra outro”. O empreendedorismo foi o principal ingrediente do casal Chico e Tereza,  que, somados à simpatia e ao condimento caseiro, transformaram a casinha de palha num estabelecimento sólido, endereço no qual moram e trabalham, oferecendo a simples e boa culinária regional.

No ano de 2017, o chef Andre Generoso cria o prato da Boa Lembrança Chico da  Feijoada

Homenagem: “Chico da Feijoada” foi o prato da Boa Lembrança do Restaurante Divina Gula. A receita do chef André Generoso, celebra a amizade entre os dois. A afeição é de longas datas, desde quando André Generoso tinha seu boteco na Praia da Jatiúca, ao lado de Chico e sua feijoada. “Ele foi meu pai quando comecei a vida de botequeiro. Adoro a carne de sol de pernil que vem de Maribondo”, relembra Generoso.

Chico, por sua vez, ficou feliz com a homenagem. Aliás, não só ele, mas também dona Marinalva, dama da gastronomia do restaurante do Duda (vizinha do Recanto da Feijoada), que me disse: “Minha filha você soube que Chico foi homenageado? Achei lindo”.

E nosso Chico partiu, mas temos que agradecer por ele fazer tanta gente feliz no Recanto da Feijoada. Um abraço fraterno à família, e vida longa ao restaurante que nasceu da garra de um garçom e uma cozinheira.

 

 

«

»

6 comentários
  • Carlo Queiroz
    2 anos Atrás

    Grande Chico.
    Enorme na sua simplicidade e amizade.
    Que Deus o guarde e conforte sua família.

  • Bruno Conrado
    2 anos Atrás

    Fazia praticamente parte de minha família, frequento o recanto da feijoada desde que me entendo por gente, me viu crescer. Sempre com o sorriso aberto dono de um humor incrível, pessoa da melhor qualidade. Descanse em paz meu amigo, a família, meus mais sinceros sentimentos.

  • Guilherme
    2 anos Atrás

    Maravilha!!! Era uma grande pessoa. Tive o prazer de conviver com Chico e frequentar o Recanto da Feijoada. Vai fazer muita falta. Mas tenho certeza q a guerreira D. Tereza e seus filhos vão continuar tocando o barco. Uma Feijoada excelente e uma calçada agradabilíssima!!

  • Carlos Gama
    2 anos Atrás

    É com grande pesar que ontem tomei conhecimento do falecimento de nosso amigo Chico da Feijoada que DEUS o receba em seu paraíso . ” Desejamos nossos sentimentos a toda família.”

  • Delânio Paes
    2 anos Atrás

    Grande Chiquinho como assim era chamado por muitos amigos e frequentadores assíduos do Recanto da Feijoada. Marcou a sua passagem por esse mundo de Deus deixando vários amigos. Que Deus reserve um bom lugar para esse humildade homem de bons costumes e boa fé!

  • Admir Brito
    2 anos Atrás

    Sou de Curitiba e tive o prazer de conhecer essa família maravilhosa e os sabores de sua culinária. Com o Chico conheci não só bons pratos mas também Maceió e principalmente sua grande amizade.

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram did not return a 200.