TOPO
Brejas Destaques

Divina Jararaca

 

Para celebrar os 30 anos do Divina Gula, hoje, dia 6, a casa lança sua própria cerveja, produzida pela Caatinga Rocks, com festa e promoção.

Quando provei a cerveja “Jararaca”, com a cor dourada do ouro das Minas Gerais, gostei do aroma e sabor cítrico que lembram laranja e  limão,  frutas de quintal. Tão confortável e refrescante ao paladar, uma inspiração divina da Caatinga Rocks. E neste dia 6 (quinta-feira) a nova breja será lançada com festa e carinho especial: na compra de duas garrafas, ganha uma. Resumido, você paga R$ 30,00 pelas duas cervejas e leva três.

Cerveja Jararaca desenvolvida pela Caatinga Rocks

“A receita traduz toda a identidade e leveza de um dos mais tradicionais restaurantes da cidade. Do estilo American Blonde, Jararaca tem os suaves 4% de álcool e 15 de amargor. Uma cerveja leve, ideal para harmonizar com os dias de calor e com as comidas feitas pelos chefs André e Vitor Generoso”, conta, Rafael Leal da Caatinga do Rocks, cervejaria alagoana que desenvolveu a formula.

Rótulo da cerveja conta a história do Divina Gula

História – No rótulo da cerveja, a ilustração de Lucas Souto e Bruno Wanderley resume bem a trajetória do casal de mineiros, André Generoso e Claudinha Mortimer (In Memoriam), que trocaram as montanhas de Minas Gerais pelas praias de Maceió num fusquinha com a intenção de abrir uma lanchonete.

Na imagem, em cima do fusca, malas cheia de sonhos e ventiladores, pois vinham para uma cidade quente. Segundo o filho Diego, os pais aproveitaram uma promoção de eletrodomésticos, em Belo Horizonte, mas, chegando na terra prometida, de nada adiantou trazer os ventiladores. A voltagem era diferente e em Maceió também tinha promoção do utensílio.

A cerveja Jararaca combina bem com as comidinhas do Divina Gula

O nome Jararaca era a forma carinhosa do chef André Generoso, chamar a Claudinha. Quando o problema era sério, em casa ou no restaurante, ela resolvia tudo, era uma mulher de fibra.

Eu imagino, que lá no céu, nossa Claudinha chamou o Santo Arnulfo, padroeiro dos cervejeiros, e Nossa Senhora dos Prazeres, padroeira de Maceió, para uma proza. Ela recomendou a criação da cerveja Divina Gula. A Santa ouviu atenta, chamou os meninos da Caatinga Rocks, e ordenou: criem a cerveja mais Divina do Universo. Prontamente foi atendida.

Caldinho de feijão com torresmo agora ganhou uma nova paixão, a Jararaca

A  Jararaca foi feita com notas de amor, água do mar e da lagoa, e temperada com felicidade para que todo mundo receba as graças do Divina Gula, uma tradição de três décadas  na capital alagoana.

«

»

2 comentários
  • Luciano
    3 anos Atrás

    Mais uma vez, parabéns Nide pela matéria, e aos meninos da caatinga rocks, sempre inovando com produtos espetaculares, onde colocam a alma e todos os sentimentos.

  • alan
    3 anos Atrás

    Muito bom esse artigo.

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram did not return a 200.