TOPO
Chef na Cozinha

1,5 milhão de caldinhos de felicidades

 

Cada um de nós tem uma história para contar dos momentos vividos nesses 30 anos de Divina Gula,  a prosa de longas horas, o pedido de casamento, declarações de amor, de amizade, as paqueras,  os risos, as lágrimas, e as estrelas do mundo cultural que  por lá passam e escrevem frases nas pitorescas tábuas do restaurante. Todo este legado regado ao caldinho de feijão com torresmo, o petisco que aterrissou no botequinho no dia 2 de janeiro de 1988, no primeiro endereço, na praia da Jatiúca ainda sem prédios e de onde se via o mar e onde o casal André Generoso e Claudinha Mortimer, gentilmente nos apresentava as comidinhas mineiras.

Números históricos:mais de 1,5 milhão de copinhos (200 ml) e 144 toneladas de torresminho.

No dia 2 de janeiro de 2018, o chef André Generoso e a funcionária Sônia Cabral, com a calculadora nas mãos, somaram e dividiram para saber quantos caldinhos de feijão com torresmo trouxeram felicidade para a nossa vida durante os últimos 30 anos. Resultado: mais de 1,5 milhão de copinhos (200 ml) e 144  toneladas de torresminho.

O caldinho  de  feijão é o trintão mais querido da casa. A receita clássica é de tutu à mineira batido, engrossado com a farinha de mandioca e coroado com torresminho crocante, produzido na cozinha do Divina Gula. Para esta iguaria não existe tempo ruim, é sempre o “trem bão”.

Homenagem ao amigo Chico: Quem escolhe a receita Chico da Feijoada ganha o prato de cerâmica pintado a mão da Boa Lembrança. Restam poucas unidades e em breve entra o novo prato

Nesses 30 anos, o chef André Generoso lembra que no primeiro dia a cerveja não chegou, mas coube ao amigo e vizinho, o Chico da Feijoada, dar total apoio.  E em nome dessa amizade, o prato da Boa Lembrança de 2017 é uma homenagem ao nosso Francisco, Chico da Feijoada, lembrando que restam poucos pratos da iguaria.

Canecas comemorativos aos 30 anos de história do Divina Gula

E por falar em Boa Lembrança, o restaurante lançou três canecas douradas com a logomarca de 30 anos do Divina Gula e que já estão à venda na casa nos preços de R$20, R$30 e R$40 (kit com os 3 tamanhos R$ 80).  Mas o nosso trintão, Divina Gula, está mais bonito, saboroso, criativo e com a alegria da eterna Claudinha, sempre presente no nosso coração.

Divina Gula, vida longa.

Família amada: Vitor, Claudinha (in memorian), André e Diogo

Queridos: Parte da Equipe do Divina Gula

 

«

»

5 comentários
  • Teresa Carvalho
    4 anos Atrás

    O melhor restaurante de Maceió, frequento há 3 décadas e sempre manteve a qualidade

  • Evelina Antunes F de Oliveira
    4 anos Atrás

    É com saudade mesmo que estes 30 anos devem ser comemorados, inclusive acho que comemorar muito o Divina é homenagear Claudia também. Desejo tudo de melhor pra André, Diogo e Vitor! desejo muito que o Divina siga seu lindo caminho de realizações, inovações e alegrias.Viva a família Divina Gula!

  • ESRON REIS
    4 anos Atrás

    essa jornalista é muito fraca essas matérias não tem nada a ver.

    • Nide Lins
      4 anos Atrás
      AUTOR

      Oxente, então meu caro Erson Reis, não leia meu blog. Felicidades

  • Lucas
    3 anos Atrás

    Você é muito otário cara.

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram did not return a 200.