TOPO
Gastronomia Turismo

Trilha saborosa pela Itaipava

 

Logo cedo, às 7h da matina, café com leite para despertar e uma fatia de bolo de rolo para começar o dia de bem com a vida, na amada cidade de Recife. Minha missão e de tantos outros jornalistas e blogueiros,  era a de  encarar uma trilha pela fábrica de cerveja Itaipava, do Grupo Petrópolis, na cidade pernambucana Itapissuma. Das 10h até as 14horas, foi uma caminhada longa para conhecer a indústria que produz alegria aos brasileiros.

Tênis nos pés e muita disposição para andar, subir e descer escadas, tudo em nome de uma vivência desde o processo de produção, até o envasamento da cerveja ,e claro, na reta final da trilha a chopeira da Itaipava. Para matar a sede, chopes geladinhos e, como dizem, “valeu a pena”. Mas os passos derradeiros da rota foram no bar da fábrica, com a “árdua tarefa” de degustação das cervejas especiais, harmonizando com as comidinhas da chef Miau Caldas, por sinal uma menina talentosa na cozinha, que criou receitas usando ingredientes como o malte.

“Trinca de Ases”, com o trio Gal, Gil e Nando do Reis, no Itapaiva 14

Uma trilha de poucos obstáculos, de intensas emoções, e que não terminou em frevo. Até podia ser, mas foi com o showzaço “Trinca de Ases”, do trio Gal, Gilberto Gil e Nando do Reis, no Itapaiva 14. Uma experiência incrível.

O Itapaiva 14 é uma casa de shows no Recife Antigo, que conta com o tipo de patrocínio “Name writing”,  que significa que durante dois anos  cervejaria brasileira pode usar o nome da marca e assim contribuir com a cultura brasileira. O Grupo Petrópolis também investe em cultura, além de outras ações, como o projeto “AMA” que promove plantio e manutenção de arvores”.

Consommé (caldo) de cogumelos com gengibre e cebolete da chef Miau

Mas antes de destacar que a Itaipava (Grupo Petrópolis), com duas fábricas Alagoinhas (BA) e Itapisuma (PE), gera mais de 9.200 mil empregos no Nordeste, vamos decifrar as comidinhas da chef Miau, uma pernambucana do bem, com sua cozinha contemporânea que aposta nos ingredientes nordestinos, como a batata doce.

Filé mignon com molho de Malzbier

A chef incrementou o nosso paladar com ingredientes da cerveja Itapaiva, a exemplo do prato principal,  filé mignon com molho de malzbier e purê de batas rústicas. Uma das entradas foi o pão de cerveja pilsen Itaipava, com caponata, azeitona e manteiga temperada com malte (show). No cardápio ainda teve o tartar de pescados brancos, com fitas de batata doce crocante. Já a entrada quente surpreendeu meu paladar: Consommé de cogumelos com gengibre e cebolete.

Na receita de tortelete leva adição da Malzbier

Até na sobremesa, tortelete com ganache de chocolate e flor de sal, teve adição da Malzbier na receita, fez bonito. Infelizmente a chef Miau não tem restaurante, trabalha em consultorias nos restaurantes e com seu buffet. Foi muita sorte nossa em saborear as comidinhas da pernambucana no evento da Itaipava, onde a cerveja é um dos ingredientes de receitas bem elaboradas.

Chef Miau Caldas, pernambucana, elaborou receitas usando cervejas da Itaipava

Especiais

Linha das cervejas especiais da Itaipava

A Itaipava também tem sua linha de “especiais” e são todas boas e leves, com destaque para Weltenburger Kloster Barock Dunkel, uma cerveja de mosteiro mais antiga do mundo. Sua qualidade superior e sabor único são mantidos há mais de 960 anos, seguindo a mesma receita tradicional criada por monges medievais na Alemanha. Fora da Alemanha, o Grupo Petrópolis é empresa a produzir a marca.

Detalhe da fábrica da Itaipava na cidade pernambucana de Itapissuma

Números divulgados pelo Grupo Petrópolis

Em Pernambuco, a Itaipava Pilsen, um dos principais produtos do Grupo Petrópolis, detém 26,4% do mercado de cerveja. Na Paraíba, esse número já chega a 27,9%.  Em Alagoas, a marca detém 18,6% do mercado, no Ceará, 17,70% e no Rio Grande do Norte, 17,40%. A Itaipava Premium é outro produto do Grupo que vem tendo um desempenho de destaque no Nordeste.

Enquanto a categoria de cervejas retrai 3,7% e o segmento Premium cresce 41,4%, a Itaipava Premium vem tendo um crescimento de 61% em relação ao ano passado. Considerando esse segmento, ela é a é a 4ª marca mais vendida de janeiro a agosto de 2017.

Mais detalhe da fábrica

Em Alagoas tem duas lojas de revenda em Maceió e Arapiraca

Mesmo diante de um cenário de instabilidade política e econômica, a companhia aumentou seu faturamento em 2017, e a expectativa é que, no ano que vem, tenha um crescimento acima do mercado, que deve crescer em torno de 2%, enquanto o Grupo Petrópolis tem um crescimento estimado de 3% a 4%.

Previsão de tempo bom no Verão, tem cerveja de monte

Para isso, mantém a estratégia de melhorar a eficiência na produção, comercialização e marketing. Assim, o Grupo vem reduzindo desperdício e  investindo na melhoria de maquinário, o que resulta em um produto ideal para o consumo e com preço justo, tudo isso aliado a ações de comunicação que ampliam a relação do consumidor com as marcas.

Mimo da Itaipava para os jornalistas

 

 

«

»

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram did not return a 200.