TOPO
Chef na Cozinha Gastronomia

Crepioca de queijo brie, coisa de chef

 

Os índios não imaginavam que o alimento sagrado, extraído da mandioca, iria se transformar tanto na cozinha brasileira, passando do singelo beiju (redondo e crocante) ao status de crepe, e melhor, sem glúten, elegante e saboroso. Recentemente provei a receita criada pela dupla de chefs, Serginho Jucá e Felipe Lacet, do restaurante Sur, e muito surpreendeu meu paladar, não apenas pelo recheio do queijo brie (queijo de origem francesa, também fabricado no Brasil), mas pelo conjunto da obra batizada de Crepioca (mistura de ovo, goma de tapioca e leite) Caprese.

Crepioca Caprese tem uma bela apresentação, a massa é macia, dobrada em quadrado ao molho de azeite temperado, tomates cerejas, morango e folhas de manjericão. Como se diz, “não é bom não se amostra”. A mistura do doce do morango com o salgado do tomate, azeite e o queijo brie, é uma festa no céu da boca. Mas prepare-se para a folia de sabores, os chefs Serginho Jucá e Felipe Lacet têm cardápio novo.

Crepioca de queijo tem uma bela apresentação e para acompanhar salada de morango e tomates

Siga as minhas dicas:

Filé, camarão, batatas e cebolas roxas com os molhos, lactonese (maionese de leite) e o de manteiga de garrafa

Mar + terra – A mistura de camarão e carne não é nova, mas os chefs inventaram uma versão bem saborosa. São cubos de filé, camarão, batatas e cebolas roxas, intercaladas, na companhia de dois molhos, o lactonese (maionese de leite) e o de manteiga de garrafa. Tudo em perfeita harmonia, eu adorei mergulhar o camarão grelhado e a carne na manteiga de garrafa. Já a batata cozida, é ótima para acompanhar a carne. E a cebola roxa, cozida na água de sal e folha de louro, é finalizada na grelha com manteiga de garrafa, é de comer sozinha, da simplicidade ao luxo do modo de preparar o vegetal.

Arabaiana com purê de abóbora e cenoura grelhada

Abóbora – O peixe grelhado é sempre bom, e quando tem arabaiana dos mares alagoanos, tudo é mais intenso ao paladar. O peixe estava suculento e, para acompanhar, rodelas de cenoura grelhadas e puré de abóbora apimentado.

Camarão no nhoque de batata no molho de tomate, manteiga de garrafa e azeite de limão siciliano.

Reino – O camarão grelhado continua seu estrelato no restaurante Sur. O crustáceo é misturado ao nhoque de batata no molho tomate, manteiga de garrafa e azeite de limão siciliano. Destaque para a tela de queijo do reino, que mandou bem no crocante da receita.

Molho aveludado de ragu do ossobuco no nhoque de batata, farofa de pão e requeijão caseiro

Ossobuco – O nhoque de batata entra em cena mais uma vez no molho aveludado de ragu do ossobuco. A carne é cozida no vinho, alecrim e caldo de carne. Para completar, farofa de pão na chapa e requeijão caseiro. Bom e bem substancioso.

Crepioca de doce de leite polvilhada de farinha láctea

Infância – Muita gente já foi flagrada comendo farinha láctea, docinha, e nestas lembranças da infância a farinha é polvilhada por cima da crepioca, agora com recheio de doce de leite. Para escoltar a doçura, sorvete de coco agraciado com minis pedaços de croutons de bolos.

Os chefs Felipe Lacet e Serginho Jucá criaram o novo cardápio valorizando a cozinha alagoana

A dupla, Serginho Jucá e Felipe Lacet, navegam muito bem com os ingredientes alagoanos, vide a massa de goma e manteiga do Sertão em receitas mais elaboradas, afinal, cozinha autoral é sempre um laboratório de experiências.

Saladas do almoço executivo do Sur nas sextas-feiras

Rota Sur Arte e Gastronomia

Preço médio: Entrada R$  28,00/ Prato principal: R$50,00  – Aceita-se cartões

Jantar: De quarta à sábado a partir das 20h/ Almoço: sexta e domingo 12h

Rua Paulina Maria de Mendonça, 759 – Jatiúca, Maceió – AL/ Telefone: (82) 99678-1687

 

 

«

»

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram did not return a 200.