TOPO
Cozinha Popular Gastronomia

Charque na brasa é bom demais

Laminas de charques grelhada na brasa com arroz, feijão e macarrão, tradição de  25 anos no Bar Gelada ou Natural

Laminas de charques grelhada na brasa com arroz, feijão e macarrão, tradição de 25 anos no Bar Gelada ou Natural

Senti o cheiro de charque antes mesmo de chegar ao número 351, na esquina da Rua Pedro Américo, bairro do Poço. Nunca vi nada igual, um verdadeiro marketing de aroma, que estremece qualquer estômago, enfeitiça o olfato. Só me restou seguir o instinto natural por esse símbolo da culinária nordestina.

O charque é um dos itens mais popular na mesa dos nordestinos, e nos últimos anos carne idolatrada pelos chefs. Um dos segredos é a dessalga, e também a escolha de um bom corte. Nesse campo, Amaro Viriato de Lima, alagoano de Maragogi, tira de letra, no seu modesto bar Gelada ou Natural.

Na churrasqueira o charque, sucesso do Bar Gelado e Natural no Poço

Na churrasqueira o charque, sucesso do Bar Gelado e Natural no Poço

Há 25 anos no ponto, tem o charque na brasa como campeão de pedidos. A carne, em lâminas finas, macia e com sua devida gordura. Na versão meia porção se faz acompanhar de arroz, macarrão e feijão caseiro com pedaços de charque. Detalhe: duas pessoas comem bem nessa opção “meieira”.

O sucesso é tanto que são consumidos em média três fardos por semana (90 quilos no total). “Charque precisa ter gordura para relaxar a carne”, diz o especialista Amaro, que só compra o corte batizado de Dois Pelos. Outra beldade da casa é o charque no feijão e abóbora.

Asinha de frango, super crocante

Asinha de frango, super crocante

Antes de destrinchar a carne seca, invista na asinha de frango, temperada apenas no sal, bem sequinha, na companhia de vinagrete e farofa. É uma ótima pedida para iniciar os trabalhos.

Na opção petisco, boas mesmo são as cebolas roxas e batatas marinadas no vinagre. A cebola leva o vinagre branco e sal, já a batata é no tinto e sem sal. As duas iguarias são conservadas em dois potes gigantes. Podem ser degustadas com charque ou sozinhas.

Batatas e cebolas marinada no azeite, ótimo começo

Batatas e cebolas marinada no azeite, ótimo começo

Amaro de Lima, antes de virar churrasqueiro, durante 13 anos, foi taxista e só rodava a noite. “Não dá mais para dirigir, se perde muito tempo na estrada”, comenta.

“Levei doze anos para terminar meu bar. Comecei pequeno, com apenas três caixas de cerveja e churrasco de charque, carne e galeto. Já vendi muita cerveja, mas hoje com a lei seca, o povo bebe menos e come mais”, conta.

Amaro deixou de ser taxista para abrir seu próprio negocio, o bar, no bairro do Pocço

Amaro deixou de ser taxista para abrir seu próprio negocio, o bar Gelada ou Natural, no bairro do Poço

O empreendimento, familiar, é simples, a comida decente e bem feita. O ambiente é pequeno e já tem muito fã. Então, vá sem pressa, inicie a expedição pelas batatas e/ou cebolas curtidas no vinagre; para completar, peça charque na brasa e cerveja gelada ou natural. E siga adiante!

Bar Gelada ou Natural, lugar simples, mas comida bem legal

Bar Gelada ou Natural, lugar simples, mas comida bem legal

Rota Gelada ou Natural

Preços almoço – R$ 35 (meia porção) e R$ 45,00 (completa)/  Batatinha – R$ 0,30 (unidade) – Aceita cartão

Rua Pedro Américo, 351 – Poço – Funciona de segunda a sábado, das 8 as 20 horas. Domingo é fechado

Telefone: 99351.4248

 

«

»

9 comentários
  • Rafael Almeida
    6 anos Atrás

    Churrasco de charque é bom demais!!!

  • SIdney J Santos
    6 anos Atrás

    Cerveja geladíssima e um churrasco acompanhado de um vinagrete excelente sem falar no bom atendimento

  • Marcos
    6 anos Atrás

    45 reais para comer numa esquina?com cerveja e refri,deve sair uma conta de 60/70,é melhor ir pra outro lugar,como shopping ou mesmo na praia,vai sair mais em conta,garanto!esse é o problema,conheci o gelada ou natural há muito tempo e era sempre lotado,era mais barato,barzinho mesmo!BACANA!,hoje passo em frente e tem dois,três gato pingado.É uma pena,hoje no lugar de ir lá,prefiro uma praia,pago menos,e todo amigo meu da região diz isso,já não frequentam mais,não que não possamos,mas que não vemos nada de mais pra um preço tão alto.

    • Nide Lins
      6 anos Atrás
      AUTOR

      marcos, discordo de vc, comi meio charque, asinha, cebola e batata. A conta deu 41,00 pra duas pessoas. É caro?. Comida tem seu valor, tem impostos a pagar, folha de funcionários, fornecedores, energia, água e por aí vai. Bom, mas cada um sabe o que pode pagar. Não avalio comida pelo preço, mas pela qualidade, por isso que sempre informo os preços para orientar o leitor. Grata pela leitura. abraço

  • Tallita Sanny
    6 anos Atrás

    Concordo com você Nide. Só sabe os gastos quem produz. Comida se avalia pela qualidade, isso mesmo.

  • jobson
    6 anos Atrás

    A comida é saborosa, porem muito salgada, para quem tem pressão alta.

  • maria cristina alves quirino
    6 anos Atrás

    Nide você nos deixa sempre com água na boca, tô morrendo de vontade de comer essa charque, comida simples e saborosa, parece ser dos deuses. parabéns por suas descobertas e estamos esperando ansiosos pelo seu segundo livro. Bjs

  • Simone sampaio
    6 anos Atrás

    Sempre vou almoçar lá com meu esposo, levamos amigos e indico. É realmente TUDO que você disse. Muito bom e não existe isso de três gatos pingados, pois por várias vezes temos que ficar esperando alguma mesa ficar vaga. RECOMENDO!

  • Alexandre
    2 anos Atrás

    Esse Marcos é um mão de vaca,toda galera conhece ele… já a charque super indico pra quem não é miserável

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram did not return a 200.