TOPO
Botecos Destaques

Embaixada do Nordeste é no Biu

O caldinho de dobradinha é avolumado. Feijão branco e macio, bucho, charque, bacon e calabresa defumada, bem quentinho, para escoltar a cerveja geladíssima. Uma receita que cabe em qualquer lugar no Nordeste, quiçá no mundo, mas o Churrasquinho do Zé Davi (@churrasquinhodozedavi) tem endereço certo: no Biu (apelido carinhoso dado pelos moradores ao bairro Benedito Bentes). Lá tem arte pra todo lado. De tão autêntico, por si só traz felicidade a quem por lá aparece.

Parede do Churrasquinho do Zé Davi no Benedito Bentes

Quem faz o caldinho de dobradinha no capricho é Sandra Batista, a esposa do Davi Cavalcante, ex-bancário que há 14 anos investiu no seu bar que é mais que um boteco, é uma embaixada nordestina no Biu. E só conheci agora, graças a jornalista Dayane Laet (@dayanelaet) com seu instagram @abraceobiu, que descobre personagens, talentos, e cantinhos cheio de histórias e sabores do bairro.

O Churrasquinho do Zé Davi abre na quarta, mas visitei na quinta, porque a poesia de cordel tem palco e público.  Lá também se fala de Graciliano Ramos, ou seja, a cultura é a grande beldade do boteco.

Caipifruta de cajá sem cobertura

A cultura da cerveja gelada também é irresistível, mas as caipifrutas são inéditas e, porque não dizer, únicas. Quando escolhi a fruta cajá, imediatamente, Zé Davi perguntou: “Qual cobertura? Temos chocolate, morango e caramelo.” Até brinquei: “Não quero sobremesa”. Claro, ele riu, e provei a minha sem a doce cobertura, já Day investiu na doçura de maracujá com cobertura de morango. No boteco pode tudo e, claro, rende muito papo, risadas e novas amizades.

Churrasquinho de queijo coalho com orégano é nota 10

Na seleção de caldinhos ainda tem de feijão, macaxeira com charque, e feijoada com generosos torresmos, tudo produzido pela Sandra. Também aprecie o churrasquinho de queijo com orégano, de comer sem dó.

Zé da Davi no seu boteco cultural no Biu é apaixonado pelo cordel, poesia e artes

Trajetória – Zé Davi nasceu em Quebrangulo, terra de Graciliano Ramos, e herdou da família o talento para artes. O ambiente de seu churrasquinho é todo pintando e tem esculturas que saltam das paredes, produzidas por ele mesmo. Há também cantinhos inteiros dedicados ao Nordeste. Do piso ao teto.

Suvaco do Bode, o lugar que virou cartão postal do Churrasquinho

O alagoano é entusiasta. Atende as mesas, conversa, e na quinta convida poetas para compartilharem seus escritos e também recita seus cordéis. E assim,  na noite no Churrasquinho do Zé Davi o tempo não tem pressa e a gente pode levar este espaço para qualquer lugar do mundo, já que se encaixa lindamente como nossa embaixada nordestina no Biu.

Fachada do Churrasquinho do Zé Davi no Biu

Rota Churrasquinho do Zé Davi (@churrasquinhodozedavi)

Preços: espetinho (a partir de) R$ 6,00/ caldinho (a partir de): R$5,00

Funciona de quarta a domingo, 17h até 24h
Rua B 43, quadra B 43, n 514, Benedito Bentes 1, vizinho ao terminal de ônibus/ Telefone: 82 98857-0372

 

«

»

4 comentários
  • Gleizy
    3 semanas Atrás

    Que maravilha, o Biu tem muita coisa boa, gente do bem e cultura 👏🏾👏🏾👏🏾👏🏾👏🏾👏🏾

  • Dayane
    3 semanas Atrás

    O churrasquinho do Zé Davi é um verdadeiro mergulho na cultura nordestina. Tô profundamente feliz e orgulhosa dele ter recebido sua visita, Nide.

  • Carlos Alberto
    3 semanas Atrás

    “Espaço Cultural e Bar do Zé Davi. Pura cultura nordestina no Benedito Bentes”.

  • Luiz Gustavo
    5 dias Atrás

    Boa iniciativa de mostrar esse povo guerreiro e empreendedor da parte alta de Maceió, Benedito Bentes tem várias opções de bares e restaurantes. mostrando as raízes nordestina. parabéns pelo belo trabalho.

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram did not return a 200.