TOPO
Chef na Cozinha Destaques

Mistura boa na cozinha da Manu

Manu é do mundo, mas nas suas panelas têm atum, coco, coentro, amendoim, manga… Tem Alagoas na fusão de aromas, temperos e técnicas, que ela define como cozinha cosmopolita. O bacana é que a gente tem o privilégio de saborear esta mistura boa no Clementine  (@clementinebrunch) no “ bowl asiaticão” . A receita de inspiração asiática vem com cuscuz marroquino, rosbife de filé mignon, ervilha, saladinha de repolho roxo, cenoura, amendoim, gergelim e, o surpreendente, molho de amendoim. Outra pegada bacana da chef é que os pratos da casa podem ser transformados em versões veganas.

“Bowl asiaticão”: cuscuz marroquino, rosbife, ervilha,  repolho roxo, cenoura, amendoim, gergelim e molho de amendoim. Foto: Gabriel

No “ bowl asiaticão”, o molho de amendoim faz toda diferença ao paladar. “É um molho que provei na Indonésia, uma tradição acompanha o churrasquinho de rua. A receita leva leite de coco, pasta de amendoim, gengibre, alho, shoyu, e óleo de gergelim. Trouxe ele para combinar com o filé”, explica a chef. Detalhe: No cardápio, quem for vegano, basta pedir para retirar o ovo e a carne.

Clementine foge do trivial, é uma cozinha do mundo com os ingredientes alagoanos. Mesa do café

Novo normal: O Clementine funciona assim: de terça à sexta, das 11h até às 17h. Tem o brunch (café reforçado) e um almoço que foge do trivial arroz com feijão. De sábado a domingo, ele abre às 9h. E quando a noite cai entra em cena o  Bon Vin (isso mesmo, o espaço ocupa dois restaurantes) com vinhos, drinques e comidinhas.

Mas vamos destrinchar o Clementine. Em outra oportunidade falaremos do Bon Vin.

Carpaccio de manga, um espetáculo de sabores

Manga – A fruta é a base de um carpaccio delicioso no molho agridoce de azeite de coentro, creme curry, dedo de moça, amendoim e broto de coentro. Uma entrada bem saborosa.

Pudim de chia com frutas vermelhas

Imbatível –  O pudim de chia no leite de coco é a estrela da casa. O de frutas vermelhas com granola é mais que perfeito. Nos dias de domingo e sábado, a partir das 9h, é um bom dia em forma de doce.

Croissant da marca Ruca com salmão defumado, queijo e ovos mexidos

Novidade – A Ruca também está presente no Clementine. Explico: a Ruca agora está produzindo croissant para atender aos restaurantes, e a chef Manu e a sócia Beta, já o colocaram na vitrine. Pode ser puro, com salmão defumado, queijo e ovos mexidos. Muito bom, viu?!

A torta BANOFFEE  massa de biscoito, doce de leite, banana e chantilly caseiro

Sobremesa – A torta BANOFFEE, um doce clássico, é feita em camadas de massa de biscoito, doce de leite, banana e chantilly caseiro. É a doçura que precisamos para compartilhar. Tem taça de vinho rosé e branco para brindar os encontros no novo normal e com todos cuidados para viver.

Clementine: Beta e Manu sócios de um sonho cheio de sabores

A chef: Manuela Barreiros é Manu, uma graça de menina, simpática, sorridente, e dedicada à cozinha. Antes, tentou ser jornalista, mas os sabores e aromas da infância mudaram o seu destino para as panelas, e assim começou a escrever sua própria reportagem na cozinha. Ela foi professora de inglês em Maceió, e decidiu fazer morar uma temporada na Austrália, na cidade Melbourne, para estudar gastronomia, na Escola de Artes Culinárias e Turismo William Angliss Institute. “A cidade é cheia de estímulos alimentares, de referências asiáticas, um novo universo para mim. Todos são viciados em café e frequentam o clássico brunch aos domingos. Passei por uma linda imersão de novos sabores”, conta a alagoana.

Sucos naturais e refrescantes para alimentar a alma

“Somos descendentes de italianos, portanto, barulhentos e comilões”.  A avó Thereza, a tia Léo, e o pai Francisco, são inspirações que a alagoana segue nas panelas. “Meu pai é um grande ousado na cozinha lá de casa, e foi observando-o que me interessei e aprendi. Mais velha, compreendi o valor de conhecer novos sabores. Assim lia livros de receita, pesquisava na internet e “maratonava” programas de culinária na televisão. Quando me dei conta passava muitas horas livres cozinhando e testando novas receitas”.

Torrada com abacate, tomate cereja confit, lâminas de rabanete, ricota temperada e ovo de gema mole

A chef investe em técnicas diversas, sabores complexos ou simples e por vezes unindo-os, causando novas sensações. “Gostamos de pensar que de alguma maneira estamos trazendo algo novo à nossa amada cidade”, comentou Manu, novo talento do cenário da gastronomia alagoana.

Torrada de pão italiano, hommus de beterraba,  shimeji, parmesão e amêndoas laminadas

Rota Clementine  (@clementinebrunch)

Preços: De R$ 10,00 até R$ 34,00/ Taça de vinho: R$18,00/ suco: a partir R$9,00/ Aceita cartões

De terça a sexta das 11h às 17h/sábado e domingo das 9h às 17h/Telefone: (82) 98117-6565/ 98216-2810

Rua Gen. João Saleiro Pitão, 1037 (referencia Praça do Skate) – Ponta Verde

Taça vinho branco e rosé no Clementine

«

»

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram did not return a 200.