TOPO
Destaques Homenagem

Wanchako, os sabores do Peru em Maceió

Nem só de belas praias vive Maceió. Há 24 anos, o restaurante Wanchako segue como um dos marketings mais saborosos da cidade. Quem comanda a cozinha do lugar é a alagoana Simone Bert, uma mãe, avó, tatuada, linda, elétrica e, acima de tudo, talentosa com as panelas. Graças a essa baixinha, a capital apareceu no cenário nacional e internacional da gastronomia com o Wanchako, o primeiro peruano do Brasil.

Festival de Cebiches vem com peixe, camarão costaneira e tiradito. Foto de Fhelipe Medeiros

Nestes mais de 20 anos, o restaurante trouxe muita alegria. Nas suas mesas já passaram pedidos de noivado, casamento, aniversário… Tudo com o sabor das estrelas da casa: os cebiches (frutos do mar marinados no limão) e o arroz de polvo Dom Manuel. Mas, o espaço está cheio de novidades, como o siri que dá o tom alagoano à receita de ravióli negro com molho de espinafre e tomates.

Ravióli negro com siri no molho de espinafre e tomates

Outra novidade é sushibiche: salmão em tiras com creme teriyaki e nori em tiras, temperado com molho acevichado.

Sushibiche: salmão em tiras com creme teriyaki e nori em tiras, temperado com molho acevichado

O imbatível prato Festival de Cebiches resume bem a história do restaurante que ficou conhecido pela tradição peruana. São quatro tipos: costaneira (peixe, polvo, camarão), de pescado, camarão, e o de peixe laminado.

“Polvo al olivo”. A iguaria traz harmonia de temperos, textura leve e sabor marcante

Um dos pratos pelo qual sou apaixonada é o “polvo al olivo”. São lâminas delicadas do molusco envolvidas ao molho de azeite com alcaparras picadinhas, rodelas de cebola roxa e maionese de azeitona preta. É de comer rezando aos deuses incas, afinal, essa receita é uma tradição do restaurante Wanchako, criada pela nossa chef alagoana.

À Simone Bert, ao seu bem-amado, José, e a toda equipe do Wanchako, só temos que agradecer por dar mais sabor e notoriedade à Maceió. Vida longa!

Simone foi a primeira chef de Maceió a ganhar projeção nacional na mídia

Rota Wanchako

Entradas: a partir de R$ 28,00 (casquinha de siri)/ Prato principal (para uma pessoa): a partir de R$60,00/ Aceita-se cartões

Funciona de segunda a sábado a partir das 18h

Rua São Francisco de Assis, 93 – Jatiúca, Telefone: (82) 3235-2151

A bem da verdade, Wanchako  é uma embaixada saborosa do Peru em Maceió

«

»

3 comentários
  • SANDRA MARCIA
    1 semana Atrás

    Já viajamos muito por esse mundo a fora… Mas com certeza o Wanchako está entre os melhores do mundo. Por 20 anos moramos fora, mas todas as vezes que vínhamos a Maceió, matar a saudade do Wanchako, comer Dom Manuel sempre foi sagrado, agora estamos de volta e continuamos amando… sempre que pedimos durante a pandemia, até mudamos a entrada as vezes, mas o Dom Manuel nunca rsrsrs Amamos! E o carinho de Simone e Zé não tem preço. Parabéns a todos do Wanchako que merecem todo sucesso. 👏🏼👏🏼👏🏼❤️

  • Antonio Carlos Salles
    6 dias Atrás

    Wanchako é TOP demais!
    Comida de qualidade, ambiente fantástico…

  • Rosana Jambo
    6 dias Atrás

    Indicações maravilhosas que já quero experimentar, tenho certeza que são espetaculares.
    Simone Bert merece todos os aplausos.

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram did not return a 200.