TOPO
Chef na Cozinha Destaques

Alagoas torcendo pelo Serginho

“Você já trabalhou com jaca?” Perguntou o chef Batista para o chef Serginho Jucá (@chefserginhojuca). Tranquilamente ele sorriu, e respondeu: “sou alagoano!”.  Reposta simples e verdadeira, todo nordestino ama essa fruta docinha, embora seja uma arte retirar os gomos da casca, as mãos grudam que é uma beleza … A receita mais tradicional para a jaca é o doce em calda, mas para os veganos vira carne, moqueca e recheio de pastel. Para o nosso representante no Mestre do Sabor, a jaca caiu bem na técnica de tempurá (farinha de trigo, água com gás e fermento) e  assim ele garantiu sua vaga na semifinal do programa da rede Globo.

Vamos continuar na torcida pelo alagoano, e aproveito para compartilhar a receita carpaccio de queijo coalho, que está no meu livro Receitas das Alagoas, Cozinhas de chef, de boteco, de rua e tradição.

Aguachile de taioba com tempurá de jaca e crudo de tilápia/ Foto: @mestredosabor

No programa, o chef Serginho Jucá, do restaurante Sur, recebeu o desafio de criar uma receita com a jaca e mais dois ingredientes, tilápia e taioba (folha). Deu certo, o alagoano encontrou harmonia entre os três ingredientes. E o prato com aguachile (prato mexicano) de taioba, tempurá de jaca e crudo (cru) de tilápia, recebeu elogio dos três jurados, Kátia Barbosa, Léo Paixão e Rafa Costa e Silva. E haja coração!

Foto de 2018: O chef do Sur, Serginho Jucá com sua inspiração, sua vó Yeda e sua filha Ísis

Com tantas notícias tristes e fakes new, a participação do alagoano, chef Serginho Jucá, é só alegria para o nosso Estado. Desde o começo do Reality de gastronomia da Globo, com Claude Troisgros, Batista e Monique Alfradique, o bom rapaz dá o tom da alagoanidade, e sua vó Yeda Rocha continua sendo seu norte.

Tapioca com tintas comestíveis, o ingresso para o Mestre do Sabor

No primeiro dia do Mestre do Sabor, Serginho trouxe a tapioca com cores comestíveis, abrindo os caminhos para mostrar que Alagoas tem história e talento para esse tipo de reality de gastronomia. Ele apostou nas lembranças afetivas da cozinha das Irmãs Rocha como o bobó de cavaquinha  com várias texturas de abóbora.

Bobó de cavaquinha  com várias texturas de abóbora.  Foto @mestredosabor

Então, cada um na sua casa, na próxima quinta-feira, é tempo de torcer por Serginho e por Alagoas.

Carpaccio de queijo coalho

Carpaccio de queijo coalho

Por Serginho Jucá

Ingredientes:

100g de queijo coalho

20g de castanha de caju torrada

20g de tomate cereja confitados em azeite de oliva

5g de alcaparras

5g de mostarda Dijon

Folhas de manjericão

Modo de preparo:

Carpaccio: Corte o queijo coalho em fatias e use um aro, copo ou forminha de empada para  pressionar sobre o queijo e ele ficar redondo. As sobras podem ser usadas em molho, ou em sanduíche.

Azeite de ervas: coloque um pouco de salsinha, cebolinha e manjericão no liquidificador, com um xícara de azeite extra virgem; bata e coe na peneira.

Montagem do prato: coloque o queijo coalho em rodelas em um prato e regue com o molho de azeite de ervas, castanhas de caju torradas, tomates cereja confitados em azeite de oliva, alcaparras, mostarda Dijon e folhas de manjericão .

 

«

»

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram has returned invalid data.