TOPO
Destaques Festival

Festival de sabores de Penedo

O peixe tilápia e a carne de sol serão as estrelas do Festival de Sabores de Penedo, que acontece até 31 de outubro. O evento, organizado pela Prefeitura Municipal de Penedo através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo em parceria com o Sebrae e Senac, reune 13 empreendimentos: Balneário Santa Amélia, Daruma, Hotel Encantos de Penedo, Hotel Encantos de Penedo, Hotel São Francisco, Jorjão Restaurante e Petiscaria, Restaurante Maurício de Nassau, Oushe Sandubaria, Novo Point, Rest. do Junior, O Morador, Prato Cheio e Yspeto’s. Os preços  vão de R$ 15,00 até R$30,00

Rio São Francisco e Igreja da Corrente em Penedo

Um dos restaurantes mais tradicionais, Jorjão, com 36 anos, apostou na carne de sol desfiada, refogada com cebola com camadas intercaladas com queijo mussarela e com creme de milho e gratinado.

Carne de sol do Restaurante Jorjão. Fotos divulgação do Festival

O restaurante do Hotel São Francisco, com 57 anos de história, investiu na tilápia ao molho de maracujá. Já o restaurante Maurício de Nassau fez a moqueca do peixe que promete agradar todos os paladares.

Tilápia no molho de maracujá do hotel São Francisco

Pratos com foto divulgação dos restaurantes do Festival Sabores de Penedo

Balneário Santa Amélia: Filé de Tilápia ao Molho Branco

Daruma: Tilápia Grelhada

Hotel Encantos de Penedo:  Carne de sol na abóbora à moda do encantos

Hotel São Francisco:   Tilápia ao molho de maracujá

Jorjão Restaurante e Petiscaria:   carne a La Jorge

Oushe Sandubaria: Tilápia burguer

Novo Point: Tilápia ao molho de camarão

Perto de Casa: Risoto Perto de Casa

Restaurante do Junior: Filé de tilápia ao molho de queijos

Restaurante O Morador: Tilápia com salada

Restaurante Prato Cheio:     Filé de tilápia ao molho branco

Restaurante Yspeto’s: Picanha de carne do sol de cordeiro

Mais Penedo

Bordados Pontos e Contos contam a história e tradições de Penedo

Bordados Pontos e Contos contam a história e tradições de Penedo

O Rio São Francisco é a inspiração para 35 mulheres bordarem as festas, as igrejas e a vida dos ribeirinhos, em bolsas, sacolas, vestidos, porta-joias, enxovais, coisas que encantam o Brasil. Elas bordam em linhas coloridas no vaivém do rio São Francisco, com a graça, a beleza e a identidade cultural de um povo. No início, muitas delas não sabiam nem pegar numa agulha, mas logo aprenderam o ofício secular, que antes era apenas um passatempo e agora gera emprego, renda e felicidade na Associação Pontos e Contos. E na sua viagem a Penedo, não se esqueça de comprar bordados que contam a história da cidade. Melhor lembrança não há. Telefone: (82) 3551.4491

Mestre santeiro

Mestre santeiro Timmaia e sua arte em Penedo

Mestre santeiro Timaia e sua arte em Penedo

Penedo é uma cidade de mestre santeiros, uma tradição mantida por Antônio Francisco Santos,  conhecido como mestre Timmaia Santeiro. Há mais de 40, ele transforma madeira em santos, em Jesus, em carrancas e em bustos de personalidades. Timaia aprendeu a arte com o mestre Antônio Pedro dos Santos (falecido), descendente da Escola de Santeiros do Penedo, e sem sombra de dúvidas o quem mais deixou discípulos na histórica cidade. Telefone: 9889.6460/ 98886. 7741

Benção

Detalhe da Igreja de Nossa Senhora das Correntes

Detalhe da Igreja de Nossa Senhora da Corrente

A Igreja Nossa Senhora da Corrente, vista do hotel São Francisco, é o cartão postal mais belo do Rio São Francisco. Construída em 1720 para ser uma capela privativa da família Lemos, a Igreja Nossa Senhora das Correntes é considerada uma das mais lindas do Brasil. Contam que no movimento abolicionista, os escravos usaram a igreja como refúgio – à esquerda do altar, podemos ver a passagem secreta onde eles se escondiam.

Anjos

Detalhe do anjo do Convento dos Franciscanos

Detalhe do anjo do Convento dos Franciscanos

O Anjinho barroco na fachada da Igreja Nossa Senhora dos Anjos, com feições indígenas, é uma das relíquias da obra construída a partir de 1660 sobre as ruínas do forte de Nassau, com pinturas em ouro nos altares e na coroa portuguesa, em cima da nave principal. O púlpito é decorado com pátina dourada e concha de jacarandá. O templo restaurado pelo IPHAN tem proposta de transformar os antigos aposentos dos frades em 12 apartamentos para hospedagem (ótima ideia).

Fachada do Convento dos Franciscanos

Fachada do Convento dos Franciscanos

Paço Imperial

Memorial Raimundo Marinho guarda relíquias, como os cartazes do Festival de Cinema em Penedo

Memorial Raimundo Marinho guarda relíquias, como os cartazes do Festival de Cinema em Penedo

Sobrado que hospedou o Imperador D. Pedro II na sua visita à Penedo, em 1859, abriga dois equipamentos culturais: Memorial Raimundo Marinho e Museu Paço Imperial. O Memorial reserva a história de seu patrono e da cidade de Penedo, entre as décadas de 1960, 1970 e 1980, período em que, sob a administração de Raimundo Marinho, o município alcançou amplo desenvolvimento econômico e cultural, a exemplo do famoso Festival de Cinema.

Arte sacra do Museu Paço do Imperial

Arte sacra do Museu Paço do Imperial

Museu Paço Imperial – Seu acervo guarda objetos do período Imperial brasileiro, onde estão expostas porcelanas, mobiliário, arte sacra e objetos que contam parte da história da cidade e do Brasil.

«

»

1 comentário
  • Josineide soares
    3 meses Atrás

    Esqueceram de atribuir a importância devida ao Colégio Imaculada Conceição: A mais antiga, formou varias gerações, uma arquitetura tradicionalista e agora com local de preservação de memórias.

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram has returned invalid data.