TOPO
Destaques Lanche

Miloca, doce inspiração

Quando criança, Thiago Muniz nem precisava esperar o aniversário para se fartar nas surpresas de uva e coxinhas. Afinal, com a mãe Simone e a vó Milla em casa, quituteiras de primeira linha, não lhe faltaram mimos doces. Agora, bem crescido, ele abriu uma filial da Miloca, na Ponta Verde, para vender todas as guloseimas da sua infância, entre elas, as empadas e folheados que são um espetáculo.

O folhado (massa fina) com recheio de camarão é de pedir bis.

Miloca é o apelido de Milla Muniz, a segunda na geração de quituteiras de sua família, porque a terceira é a chef Simone, sua filha. Ela está muito orgulhosa porque seu neto resolveu empreender numa lanchonete de doces e salgados. “Miloca agora está bem representada. Além do ponto do Centro, tem na Ponta Verde, e em Paris (onde sua filha abriu um restaurante)”, conta a matriarca, feliz da vida.

A empada, na minha opinião, é a toda poderosa. A massa é “podre”, como se denomina o salgado que esfarela no céu da boca, promovendo um forrobodó ao paladar.

Empadas da Miloca, uma paixão

História – Miloca é uma danada. Aos 12 anos já decorava bolos e preparava lanches para vender no campo de futebol na cidade de Afogados. Queria ter suas próprias economias

Menina empreendedora, com mãos boas para doces e salgados, casou-se aos 19 anos e mudou para Maceió. Ela aprendeu tudo com a mãe Mirtes, expert nas tradições pernambucanas, como bolo de rolo, bolo de bacia e do chamado Marta Rocha.

Miloca e o neto Thiago, amor também nos negócios

Nos anos 80, a Miloca, apelido da adolescência, fazia biscoitos caseiros de leite, casadinho e goiabinha para vender de porta em porta, nas escolas, boutiques e salão de beleza. Em 1990 abriu a lanchonete Sabor em Pedaços, que atualmente virou Miloca e só atende por encomendas no bairro do Centro, e agora uma loja na Ponta Verde com os doces e salgados que fazem sucesso a 28 Anos.

A beldade da casa é o bolo tradicional branco recheado com banana frita e baba de moça. Segundo Miloca, o doce é imbatível, todo mundo encomenda ele. E tem toda razão: bem fofinho, parece bolo de vó.

Torta de Bem-Casado

Para o bolo ficar danado de bom, os segredos da Miloca são simples: usar ovos grandes, mas do mesmo tamanho, peneirar a farinha e o fermento, e usar todos os ingredientes na mesma temperatura natural.

A pernambucana, de coração alagoano, desde meninota abria as forminhas de papel para ajudar a mãe. Assim, seguiu seu destino de transformar a prenda doméstica em empreendimento doce, saboroso e ser dona do seu próprio negócio.

Maravilha: Bolo de rolo da Miloca

Rota da Miloca

Salgados a partir de R$ 6,00/ Doce: R$4,00/ Fatia de bolo: 12,00

Funciona todos os dias das 12h até 21h

Av. Dep. José Lages, 184, Ponta Verde/Telefone: 82 3025.8600

Familia Muniz: Mirtes, Thiago, Simone e Miloca

«

»

4 comentários
  • Rosimeire Pinho
    1 mês Atrás

    Milla, tudo muito saboroso, adoro os doces, salgados, tudoooo. Parabéns Milla.
    Beijos

  • Sandra Dias
    1 mês Atrás

    Que maravilha! Estudei com Simone e Luciana, as filhas de dona Milla. Provei de seus maravilhosos quitutes. Parabéns ao Thiago pela iniciativa! Sucesso!

  • Cristiany Assunção
    1 mês Atrás

    Doces e salgados maravilhosos. Muito sucesso no novo empreendimento.

  • Yasmine
    1 mês Atrás

    Sempre fui na Miloca perto da praca sinimbu e agora to doida pra ir nessa! Tudo é gostoso! O tortelete de limão é demais!

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram has returned invalid data.