TOPO
Cozinha nordestina Destaques

Cicera, rainha do milho

Não é apenas na festa junina que a gente se delicia com as comidas típicas canjica, pamonha, milho verde…. E nem precisa olhar pro céu meu amor, afinal, a Casa da Pamonha tem uma história de mais 40 anos, e funciona o ano inteiro para a felicidade gastronômica.

Quem comanda a Casa da Pamonha (centro de Maceió) é alagoana de Capela, Cícera Leobino de Oliveira. Ela faz no capricho: pamonha (doce e salgada), canjica, mungunzá de milho branco, milho cozido, bolo de milho e de macaxeira.

Cicera, empreendedora dos quitutes de milho

Todos os quitutes são bons, tem o sabor da tradição, pois na cozinha de Cícera nada é industrializado, o milho é verde, e o leite de coco é da própria fruta. Ingredientes naturais é o segredo do sucesso das comidinhas de Cícera.

A pamonha é seu carro chefe, inclusive, é ela que dá nome ao seu negócio: “Casa da Pamonha”. Mas o mungunzá de milho branco também é de comer rezando. Na minha opinião, o melhor de Maceió. O segredo de Cícera é adicionar, no caldo do mungunzá, a massa de milho verde. Nota 10.

Mungunzá, uma tradições juninas

Cícera é pra lá de simpática, ela faz tudo muito bem, e de vez enquanto ainda atende os clientes fieis com sorriso, mesmo no São João, quando trabalha o triplo. Ela diz que aprendeu a fazer comidas ainda na “casa da patroa”, e a partir daí abriu seu próprio negócio, primeiro no bairro do Jaraguá, depois mudou-se para o centro.

Canjica, um bem querer nordestino

Rota Casa da Pamonha

Preços: a partir de R$ 6,00/ Não aceita-se cartões

Funciona de segunda a sexta, das 13h até as 18h/ Rua Barão de Maceió, 197 (depois da Santa Casa em direção ao Teatro Deodoro) – Centro – Telefone: 98824-3662.

«

»

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

  • Lancinho de tarde: Falafel bolinhos fritos de grão-de-bico com especiarias do @falafel_do_egito. 
#vegano #vegetariana #dicadanide #maceio #alagoinhas #pontaverde #foodtruck
  • A convite do jornalista e apresentador, @wilsonjunioral, do programa Balanço Geral, da @tvpajucara , visitei o famoso Nado’s Bar para provar a ova de peixe e o caldinho de galinha. No último tempo, também degustei a galinha velha guisada, por sinal, danada de boa. O recinto é simples e tem comidinha primorosa sob o comando do casal Josinaldo, conhecido como Nado, e Maria do Socorro dos Santos. A casa fica  no bairro da Ponta da Terra.
Rua Dona Alzira Aguiar, 269 – Ponta da Terra (terceira rua por trás do Bompreço da Pajuçara)/ Telefone: 98877.3458
http://www.nidelins.com.br/2019/06/14/ova-de-peixe-da-ponta-da-terra/
  • O chef @rodrigoaaragaoal adotou o cuscuz de arroz do Luiz, e elaborou uma farofa com tomate, cebola, pimentão, pimenta biquinho com camarão no molho de tomate, lembrando a receita do Bar das Ostras. Onde: @lalirestaurante
Av. Dr. Antônio Gomes de Barros (antiga Amélia Rosa), 172 – Jatiúca
  • Quando menina, gostava de comer charque cru. Depois, entrevistando o chef Rodrigo Aragão, descobri que ele também fazia a mesma coisa. E assim, a cozinha vai se enchendo de lembranças boas. O alagoano criou o carpaccio de charque, que ele mesmo produz no seu Restaurante Lali.
http://www.nidelins.com.br/2019/06/13/carpaccio-de-charque/
  • O novo restaurante Kawamura, de cozinha japonesa, além do lamén (sopa oriental), tem a comida do dia a dia da cozinha da família japonesa da Maki. A chef tem uma linda história de amor com Akira Takada Tani. Confira no meu blog:http://www.nidelins.com.br/2019/06/12/paixao-japonesa/
#dicadanide #maceio #cozinhajaponesa
  • O céu não é o limite, principalmente para a confeiteira @sandyfarias, da Le Brulé (@lebrulecafeteria) que, no próximo sábado, lança croissants doces, muito doce, junto com a sócia  Andréa Pessôa (@deapessoa) . Na versão sobremesa, o pão tipicamente francês vem com fios de caramelo, flor de sal, brigadeiro brulé, farofa doce de castanha de caju e sorvete de creme da Bali.
http://www.nidelins.com.br/2019/06/11/croissant-doces/
  • Gente do céu, a receita do bolo de banana sem glúten, sem lactose e sem açúcar, continua na parada de sucesso. De novo, ele ganhou o primeiro lugar com 13.825 acessos no blog. Em segundo lugar ficou a trilha de pasteis de Alagoas com 5.414. Em terceiro, a Acarajé da Luz do Restaurante Cambito com 4.231
http://www.nidelins.com.br/2019/06/10/bolo-da-banana-tri-campeao/
  • #Repost @wilsonjunioral (@get_repost)
・・・
Eu e a amiga caçadora de sabores Nide Lins..... Pelos Botecos da Vida !!. Bar do Nado's na Tv. Dona Alzira Aguiar, 265 - Ponta da Terra. Destaque para Ova de peixe e caldinho de frango ..... 👏👏👏👏👏😊😊