TOPO
cozinha gastrotinga Destaques

A doçura da caatinga

A coroa-de-frade, no Sertão, tem uma simbologia forte: colocada no muro das casas, dizem que afastam o mal olhado. Pois bem, esta planta lindinha da caatinga também ganhou sua versão doce pelo confeiteiro Juan Mello, da Ruca Confeitaria. A coroa-de -frade tem uma casquinha de chocolate branco pintada de verde e espinhos que são pontinhos doces. O macaron por cima faz a vez da coroa. A sobremesa encantou não apenas pela apresentação impecável, mas também pelo recheio de mousse de palma, geleia de xique-xique e crocante de castanha de caju. Juan trouxe as boas lembranças doces da caatinga.

Milhares de cora-de-frade de chocolate com recheio de mousse de palma e geleia de xique-xique

A caatinga tem sua doçura. Símbolo da resistência do nordestino, é capaz também de transformar em cozinha sustentável, vide a coroa de frade do Juan.  Comer cactos ainda parece estranho, exótico, invenção… Mas o Jantar “Cozinha que Transforma”, no último dia 25 de abril, além do confeiteiro Juan, 13 chefs alagoanos e baianos mostraram que a nova tendência gastrotinga, liderada pelo chef Timoteo Domingos, é presente e futuro na mesa brasileira

O time chefs da gastrotinga: Vitor Generoso, Cícera Silva, Alex Vasconcelos, Antônio Mendes, Roger Lima, Rodrigo Aragão, Paulo Quintela, Sandy Farias, Serginho Jucá,  e Juan Mello, além dos baianos Luciano Moreira e Clodomiro Tavares

A gastrontinga tem a proposta de sustentabilidade, fazer com que os produtores sertanejos possam cultivar as plantas da caatinga para atender o mercado de bares, restaurantes e, até mesmo, a cozinha de todos nós.

No jantar, os chefs criaram receitas com ingrediente da caatinga. Algumas receitas ainda são tímidas com o uso do cacto, o que acho normal, porque é novo. Agora, uma coisa é certa, foi o jantar mais nordestino que já comi da minha vida. Teve bode, cordeiro, cuscuz, siri, coco, mel… E mais jantares da “Cozinna que transforma” que vão acontecer pelo Brasil afora.

Veja o cardápio de cactos

Xique-Xique na versão da culinária japonesa

Até no Japão – Roger Lima fez bonito e saboroso com o xique-xique grelhado com molho missô, cogumelos (frescos, são cultivados em Alagoas) e quinoa crocante. O cacto tem sabor neutro, e casou muito bem com os temperos japoneses. Uma grata surpresa, até porque o chef Roger do Hatsu pretende adicionar a receita ao cardápio da casa.

Cachaça Divininha com geleia de mandacaru com gin tônica, super refrescante.

Drinque – Edgar Amorim, do Boteco Generoso, fez vários drinques com ingredientes da caatinga. O que mais apreciei foi o de cachaça Divininha com geleia de mandacaru com gin tônica, super refrescante.

Aratu com vinagrete de xique-xique

Dupla – A alagoana chef Cícera Silva do Morea Beach Club e o baiano  Luciano Morreira criaram a mouseline de batata roxa com filé de aratu (espetáculo), vinagrete de xique-xique e macaxeira chip.

Ora-pro-nóbis no frango, farofa e molho. Fico bom demais.

Divina – Ora-pro-nóbis é uma erva muito usada na culinária mineira. Contudo, a folha é da família da caatinga, riquíssima em ferro, e tem o mesmo valor nutricional da carne. O chef Vitrola, do Divina Gula, usou da erva no frango, farofa e molho. Fico bom demais.

Mungunzá salgado misturado com carne de porco no rôti (molho) de rapadura,

Nordeste – O chef Antônio Mendes fez o mungunzá salgado misturado com carne de porco no rôti (molho) de rapadura, picles de cebola, rabanete, maionese de páprica defumada, picles de maxixe e farofa de amendoim.

Polvo no molho de xique-xique

Serginho Jucá – O polvo grelhado, e super macio, ganhou o molho de xique-xique. O chef do Sur refogou a planta com cebola, depois adicionou açúcar e vinagre de arroz. Ficou supimpa.

Língua com palma do chef Rodrigo

Rodrigo Aragão – A língua mais famosa do chef da Ôxe e da Lali, para chegar à mesa é bem limpa, escaldada, cozida e depois frita no caldo de carne, para o jantar ganhou picles de xique-xique e chá de alecrim. Resultado: carne macia, bem temperada, e quem nunca comeu se apaixona e põe fim ao preconceito.

Charque de cordeiro, farofa de cuscuz com linguiça de cordeiro, cubos de queijo coalho com geleia xique-xique e uma seringa de mel

Clodomiro Tavares – O chef paulista, residente de Paulo Afonso, teve a apresentação mais instigante. O charque de cordeiro chegou escoltado pelo time nordestino de farofa de cuscuz com linguiça de cordeiro, cubos de queijo coalho com geleia xique-xique e uma seringa de mel para dar a doçura ao charque de cordeiro.

tortelete com creme de coco verde, uburama de cheiro e farofa de coco queimado

Tortelete – A dupla Sandy Farias (Le Brulé) e Paulo Quintela (Aratu) apostaram no doce tortelete com creme de coco verde, uburama de cheiro, nativa do Sertão,  foi a estrela do prato e farofa de coco queimado. Gostei bastante do casamento do coco e a semente do Sertão que deixou o doce perfumado.

Xique-xique, o queridinho do chefs

O jantar com o tema “Cozinha que transforma” do Instituto Gastrotinga vai acontecer pelo Brasil afora, visando obter fundos para a Construção da Escola de Arte e Cultura Alimentar da Caatinga. O intuito da escola na região dos Cânions do Rio São Francisco é fomentar o cultivo e a comercialização de plantas comestíveis nativas de forma sustentável.

Veja quem abraçou o projeto da gastrotinga: Sebrae Alagoas, Divina Gula, Caatinga Rocks, Traz A Conta, Hotel Confort, Uninassau, Fusion, Pedra do Sino Hotel.

Uburama de cheiro, nativa da caatinga é perfumada

 

 

«

»

2 comentários
  • Dermival Pinheiro
    4 semanas Atrás

    É muita invenção.

    • Nide Lins
      4 semanas Atrás
      AUTOR

      É muita Invenção boa, e tá gerando renda para o povo sertanejo. Prove a geleia de xique-xique, em vez de achar invenção sem provar. Grata pela leitura abraço, Dermival

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

  • Quando dei a primeira paquerada no bufê da Casa do Chef, logo encontrei o tutu à mineira. Alguns clientes do restaurante chamam de pirão de feijão. Pois bem, ter esse prato no cardápio era um forte indício de que na cozinha do restaurante deveria ter um mineiro, uai. E tem mesmo: a família do chef Rafael Gendiroba. Mas o cardápio é variado, com franguinho grelhado, costelinha de porco, bife de panela, feijoada, carneirinho, saladas …
Saiba mais no meu blog: http://www.nidelins.com.br/2019/05/24/muito-alem-do-pirao-de-feijao/
Bufê sem balança: R$15,00 uma proteína/ R$ 18,00 duas proteínas / Aceita-se cartões
Funciona de segunda a sexta-feira das 11h00 até 14h30
Rua Professor Francisco Cândido de Mendonça, 55 – Gruta de Lurdes (próximo a Unilab)
  • O ravióli do restaurante Veneto Trattoria (@davenetotrattoria) é produzido na própria cozinha do chef Thiago Brandão (@tbrandaos), e o frescor conquista o paladar seja na versão chocolate ou com queijo do reino. Como dizem, a massa é a cereja do bolo. Confira no meu blog: http://www.nidelins.com.br/2019/05/22/ravioli-do-chef-thiago-brandao-e-amostrado/
#dicadanide #paradois #maceio #italiano #pontaverde #restaurante
Da Veneto Trattoria
Preços: Entradas de R$ 10,00 até R$62,00/ Pratos principais: de R$ 38,00 até R$ 68,00
Rua José Freire Moura, 255 – Ponta Verde/  Telefone (82) 3013-0812 Terça a Sábado, das 18h30 às 23h30/ Sexta-feira das 12h até as 15h/ Domingo das 11h30 às 15h00
  • Brasília até a próxima...
  • BRASÍLIA está mais saborosa. É que nesta quarta-feira, 22, os chefs do Senac Alagoas, @harricicero @edvaqueiroz @chris67  prepararam um almoço bem alagoano. Nas panelas entrou camarão, macaxeira, mariscos, coco, manga, carne de sol, carneiro...
@geilsamartinsrocha @analuizapenedo @claudiapessoabsm @fecomercioal @telmamribeiro @senacalagoas
  • Terça-feira, dia 21 de maio, acordei com saudades do meu Sertão alagoano, que tanto amo. Em cada viagem pelas cidades alagoanas faço meu registro de lugares com comidinhas que confortam o corpo com alegria, e são temperados com histórias de gente empreendedora. Então, sigam as minhas dicas em Delmiro Gouveia, Piranhas, Olho D'do Casado, Monteirópilis e São José da Tapera, e vamos ser felizes. Confira no meu blog: http://www.nidelins.com.br/2019/05/21/bateu-saudades-do-sertao/
Foto do @espacoangicos
#dicadanide #alagoas #turismo #sertao #piranhas #olhodaguadocasado #saojosedatapera #monteropolis
  • Minha Maria Bonita virou uma estrelinha. Agradeço de coração a todos que me ajudaram a lutar pela vida dessa gatinha que gostava de ser artesanato e eu amava e ainda amo.
  • Maria Bonita conseguiu um doador, Luke, um jovem gato de 02 anos. A transfusão foi realizada com sucesso pelo doutor @vetfilipe e minha Maria Bonita, uma senhora de 12 anos, continua na luta pela vida. Ela retirou um tumor no intestino . GRATA a todos que vieram doar vida. Na foto, a mãe do Luke @islania_queiroz. GRATIDÃO
  • As @geleias.dorancho vieram de Arapiraca para meu doce lar e trouxeram doçuras.
#dicadanide #edecasa #artesanal #Arapiraca #alagoas