TOPO
Chef na Cozinha Destaques

Paella nas Alagoas

A paella é um prato típico espanhol, mas que está presente nas panelas do mundo. Digo logo que nunca foi à Espanha, portanto só conheço o sabor das preparadas em solo alagoano. No livro Pequeno Dicionário de Gastronomia de Maria Lúcia (presente da chef Mariana Bernardes), a receita da paella valenciana é feita com arroz, pimentões, açafrão, frango, carne de porco, linguiça, frutos do mar, vagens, coelho… Outra versão é a Marinera, que acrecenta peixes, lagostas e mexilhões à base de arroz.

Mas, quando sai da Espanha, a receita se mistura com outras culturas, até porque, em cada cozinha, ela vai se adaptando aos ingredientes locais das cidades. Assim sendo, seguem minhas dicas da Pousada e Restaurante Ninanoa, em Porto de Pedras, e do Café Manollo, no bairro do Farol, em Maceió:

Paella da Pousada Ninanoa em Porto de Pedras é nota 10

Pousada Ninanoa

O peixe serra sai do barco direto para a cozinha mediterrânea e regional da Pousada Ninanoa, que beija a praia de Porto de Pedras. Lá o peixinho cor de prata é bem tratado, e cortado em cubos para ser adicionado na frigideira larga, dando o toque alagoano à paella valenciana, tradição da Espanha. E como toda boa gastronomia é aquela que se molda a cultura local, claro, sem perder sua essência e seu modo de fazer.

Quando a paella chega lindamente à mesa, no tom alaranjado forte, o arroz (agulhinha, o brasileiro) é bem enxuto, encorpado no caldo de peixe, e vem misturado com páprica doce defumada, pimentões vermelhos, lula, camarões e peixe serra. O tipo do peixe depende da pesca do dia, podendo mudar para cavala ou robalo.

Porto de Pedras: Pousada Ninanoa, indicada para dois, para amar

Pousada Ninanoa: Avenida José de Moraes Neto 115, Porto de Pedras, (litoral Norde de Alagoas)-/ Reservas: (82) 99387 8383

Café Manollo

Paella Marítima do Café Manollo, no bairro do Farol

A paella é marítima,  é uma das estrelas do Café Manollo. O arroz arbóreo é cozido no caldo de peixe (produção da casa) com polvo, camarão, mexilhão, lula e os temperos da iguaria, a exemplo de açafrão e pimenta. O prato é bem servido, com uma boa quantidade de camarões.

O chef do Café Manollo é Manoel Araújo  foi criado com a melhor cozinha nordestina. Contudo, seu primeiro despertar profissional foi na publicidade, com a agência Araújo Propaganda, que funcionava onde é hoje o Café Manolo. Mas, sempre gostou de cozinhar para o prazer da família e amigos. Ele fez curso  no Senac e um belo dia resolver estudar gastronomia na Espanha, onde se formou e trabalhou em vários restaurantes do país.

O jardim do Café Manollo também é palco de festas e até casamento. A melhor vista da cidade noturna

Rota Café Manollo

Funciona de quarta a partir das 17h/ Quinta a sábado, a partir das 19h

Av. Aristeu de Andrade, n° 546, Farol (depois do antigo Colégio Batista, é só seguir em frente) Telefone: (82) 3027-1546

«

»

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

  • Cláudia Macias, a famosa Cacau, com suas receitas de dar água na boca, principalmente em quem a segue no instagram (@acozinhadacacau) e no site www.acozinhadacacau, sabe que ela é uma dama da gastronomia. Agora, ao lado da amiga Jane Andrade, investiu no mundo das pizzas com a empresa Forno da Cacau (@fornodacacau) , apenas para entrega (delivery). http://www.nidelins.com.br/2019/08/20/a-pizza-da-cacau/
#dicadanide #maceio #pizza
Funciona de terça a sexta, das 18h às 22h. Sábado e domingo, das 18h às 22h30/ Telefone: (82) 98205-7172.
  • Amantes do pitu, podem anotar mais um endereço onde comer o camarão gigante das águas doce do Rio São Francisco: o tradicional KebraKama. Mas, só com reserva, porque nem sempre tem o crustáceo. Então, por favor, liga ou manda mensagem para o Sandro (82 98806-0094) e vá ser feliz com a pituzada.
Saiba mais sobre kebrakama: http://www.nidelins.com.br/2019/08/19/pitu-com-reserva/
#dicadanide #maceio #tradição #boteco #pitu
Rua José Pinto de Barros, 298 – Conjunto Santo Eduardo, Poço – Telefone: 3357.4291
Horário de terça a domingo das 11h30 até meia noite. Segunda das 11 até as 14h.
  • Cenas do inverno do Sertão Alagoano no @restaurante_castanho e seus caminhos em Delmiro Gouveia
#dicadanide #alagoas #turismo @henrik_dantas @candeeiros_ecotur
  • No ano de 2012, fiz minha primeira viagem para o restaurante Castanho, em Delmiro Gouveia, com o guia Henrique (@henrik_dantas). O embarque foi da Praia Dulce na cidade de Olho D ' Água do Casado em uma ponte improvisada, mas a beleza dos cânions do Velho Chico era o que importava. Em 2019, a exuberância do Sertão é a mesma, mas no lugar na ponte na praia da Dulce temos um pier com um restaurante, e o Castanho Reserva Ecológica, da família do Leléu (@eliseebg), está mais encantador, pois ganhou uma pousada (inaugurada em setembro). Felicidade em ver o turismo alagoano florecer no Sertão com o empreendedorismo do @restaurante_castanho, e gerar 80 empregos diretos na região. Gratidão. Em breve, no meu blog, trago mais informações.
  • Da varanda da Pousada Castanho vejo a beleza do jardim do Rio São Francisco, do @restaurante_castanho
#dicadanide #alagoas #turismo #velhochico #riosaofrancisco #delmirogouveia #pousada #restaurante
  • No caminho do @restaurante_castanho tem o chão florido, anunciando o inverno alagoano em Delmiro Gouveia.
#dicadanide #alagoas #turismo #velhochico #riosaofrancisco #delmirogouveia #pousada #restaurante #caatinga
  • Nos fins de tarde tem fila quilométrica e o trânsito fica um caos,  tudo em nome do Cacetinho Amanteigado da Tradicional Padaria e Pizzaria na Rua Santos Dumont, no Centro da cidade de Satuba. E que cacetinho! Embora fino, é o pão bisnaga mais famoso e gostoso da região, quando sai do forno da padaria, se come até sem manteiga.
http://www.nidelins.com.br/2019/08/16/cacetinho-amanteigado-de-satuba/
#dicadanide #padaria #Satuba #alagoas
  • O chef Deco Sadigursky (@decosadigursky), The Black Beef (@theblackbeef) me questionou: “Gostou do sabor? Se eu não falasse que o hambúrguer é vegetal, você saberia identificar?” Então, respondi: “O sabor é bom. Comeria como se fosse carne. O sabor e a textura são iguais ao de carne”. Assim começo minha postagem sobre a novidade que aterrissou em Maceió: o hambúrguer vegetal, considerado a carne do futuro. Ele vem servido no pão com cogumelos e creme de queijo. Saiba mais no meu blog: http://www.nidelins.com.br/2019/08/15/hamburguer-dos-tempos-modernos/