TOPO
Destaques

Um dia com os índios Xucuru Kariri

“Sejam bem-vindos, essa aldeia não é nossa, é de vocês”. É com estas palavras que o cacique Wakoná, recebe os visitantes na Aldeia Indígena Mãe Serra do Capelo, da Tribo Xucuru Kariri, no município de Palmeira dos Índios. Nesse solo sagrado da Mata Atlântica, além da voz do cacique, ouve-se um cântico que se mistura ao som dos bichos e da natureza. O coração bate forte diante do toré de boas vindas, e os índios jovens e crianças pintadas surgem entre as plantas dançando e cantando.

O pequeno índio e arara, amizade e respeito na natureza

Quem assiste o espetáculo dos índios, fica com o coração acelerado diante da pureza do cântico, do lugar, da energia, do respeito, e mais ainda, de ver os jovens seguirem as tradições indígenas, mesmo exercendo outras profissões. Eles dedicam parte do seu tempo para os rituais, fazer artesanato, e agora compartilham com os turistas a Experiência  Xucuru Kariri.

Toré de boas vindas, e os índios jovens e crianças pintadas surgem entre as plantas dançando e cantando

Experiência  Xucuri Kariri é o nome do roteiro realizado pela Aventura Eco Brasil, com a proposta do viajante descobrir as surpreendentes aldeias indígenas da Chapada da Borborema, guardiã do universo dos primeiros habitantes do Brasil. O solo é sagrado, então só é possível entrar com autorização dos índios e em períodos específicos, quando eles não estão recolhidos para seus rituais.

Trilhas

Pajé Lenoir, conhecedor da Mata Atlântica guia os turistas pela natureza

O pajé Lenoir, conhecedor da Mata Atlântica, tem a alma de criança alegre, mas os pés no chão. Entre cada passo, ele fala do poder da cura das plantas, e mostra com orgulho a beleza do lugar. Assim ele vive feliz na sua Aldeia Cafurna, onde também é artesão, fazendo instrumentos de madeira que emitem o som dos pássaros, além dos cocais, arcos e flechas.

O guia da Mata Atlântica ficou famoso com sua participação na novela Velho Chico, no papel de pajé Moacir. Na ficção, ele salvou Santo ( Domingos Montagner), par romântico da Tereza (Camila Pitanga). Além de muita história para contar, o pajé, diz: “Quem conhece a mata, jamais maltrata ela, que é  nossa respiração”.

Na visita os turistas aproveitam para comprar o artesanato indígena

“Quem vem aqui aprende a amar a natureza”, diz o pajé na trilha curta e fechada, de poucos obstáculos, cercada de belezas. Recomendado é desligar o celular, caminhar em silêncio para ouvir os pássaros, os bichos, o vento, o cair das folhas… Viver um pouco como índio, primeiros habitantes do Brasil

Jovens seguem as tradições indígenas mesmo levando uma vida normal na cidade

Quem faz o passeio: a Aventura Eco Brasil faz o passeio Experiência Xucuru Kariri com reservas antecipadas de grupo.

O passeio consiste em  vivenciar  e participar de um toré de boas vindas, ver uma exposição de artesanato produzido com matéria prima da floresta, saborear comidas típicas com rico tempero, além de pinturas tribais e tiro com arco e flecha.

Toré de boas vindas dos índios Xucuri Kariri para os turistas

Também tem trilha em território indígena até o Cristo Redentor da Serra do Goití para contemplar o pôr do sol da Chapada da Borborema, e um encontro especial com um pajé cheio de histórias pra compartilhar sobre sua cultura ancestral.

Aventura Eco Brasil: (82) 98807.6968 / Facebook e Instagram: @aventuraecobrasil

Tribo Xucuri Kariri em Palmeira dos Índios

Galinha do Neguinho

Em Palmeira dos Índios minha dica é a galinha de capoeira (orgânica) guisada com pirão do Bar do Neguinho. O engraçado é que a penosa é servida na panela para não levantar suspeita de que a galinha não é inteira, esclarece, Neguinho (Edvan Ulisses), esposo da Luísa. A forma do preparo é tradicional, na simplicidade do tempero alagoano, com cominho, colorau, tomate, cebola…

Galinha de capoeira, tradição do bar do Neguinho em Palmeira dos Índios

Bar do Neguinho – Funciona todos dias, das 10h até 17h, a galinha de capoeira tem sempre, já o sarapatel de galinha é preciso encomendar com um dia de antecedência.

Serras das Pias, AL 115, S/N – Zona rural de Palmeira dos Índios/ Telefone: 99997-5788/ Aceita-se cartões

«

»

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

  • Gente, o @fernandocabeleireiros, está na terrinha até 1° de março lá na Rua Durval Guimarães, 601 Ponta Verde, no Nina Studio. Na sexta-feira vou fazer minha maquiagem, com ele, para cair no frevo do Filhinhos da Mamãe. Foto de 2015, quando virei gata em homenagem a Nise da Silveira. #filhinhosdamamae
  • Pousada Divino Milagre é lindinha, com cinco apartamentos confortáveis, uma pequena piscina, sala do café da manhã, mas o bom de tudo é que a pousada estilo casa, abraça a gente. É tão legal ficar por lá na cadeirinha para jogar conversa fora, e, claro, beber cerveja, água, vinho ou gin. Na sequência fotos da @pousadadivinomilagre @rotaecologicadosmilagres
#dicadanide #pousada #eucurtoalagoas #rotaecologicadosmilagres #alagoas
  • #Repost @governodealagoas (@get_repost)
・・・
Vocês estão lembrados que o #AlagoasDecantoACanto mostrou a cidade de Penedo com @nidelins um dia desses?! Pois é. E com tantos atrativos a cidade histórica não podia passar no seu feed só uma vez. Agora, o #EuCurtoAlagoas traz um pouco da riqueza e história do @hotelsaofrancisco, arquitetado pelo pernambucano Américo Campelo com a intenção de dinamizar o fluxo do turismo lá. Ah! Ele era considerado suuuper moderno para a época. Tinha cinema, restaurante e outros serviços. Legal, né? Dá o play pra saber mais!
  • Bendita Salsa é da brasiliense Fernanda Martilelli que resolveu investir no que mais ama, a gastronomia. Para o sucesso do pequeno empreendimento fez curso no @sebraealagoas. O campeão de vendas é o de pimentão, mas  tem nos sabores de berinjela, shimeji, alho confitado, tomate confitado, cebola caramelizada (sem adição de açúcar) e carne fria (carne louca). Confira no meu blog o produto artesanal. http://www.nidelins.com.br/2019/02/18/pimentao-da-paixao/
#dicadanide #maceio #vegano #vegetariano
 @benditasalsa
  • Amigas de Recife, do frevo... Agora, pronta para os Filhinhos da Mamãe na próxima sexta no Jaraguá, na minha Maceió 🧛‍♀️
#descubrapernambuco @janalima
@simonebezerraalves @redevasconcelos
@sarahblackbird
  • Lá Ursa é a cara de Recife, de Alagoas, do Nordeste, do frevo, da rua....
  • Café versão almoço: pão artesanal, ovo, bacon com café e leite no @galopadeiro . Lugar bacana pra café e amizades.
#dicadanide #recife #pernambuco
  • Recife 40°graus. 
#amantesdegloria é verde e branco misturado no frevoooo