TOPO
Chef na Cozinha Gastronomia

Pão artesanal à mesa

Já comeu pão com fermentação natural? Quem ainda não provou a iguaria, deve testar, embora seja bem diferente do nosso pão  francês. Ele é mais rústico, contudo tem sabor e seus benefícios. Recentemente degustei o pão artesanal da chef Polyanny Santos, uma alagoana que cozinha bem e que agora produz o alimento que requer dedicação e tempo de mais de seis horas para ficar “no ponto”.

Como o Natal está chegando, a dica é investir no pão artesanal, mas independente da época  do ano, pãozinho artesanal é a tendência dos tempos modernos. O processo do fermento natural é simples, a base é farinha (de qualidade) e água filtrada, e o prazo é de até sete dias para ficar pronto. Nossa Polyanny gosta de adicionar fruta, iogurte e até cana de açúcar já foi testado.

pão de fermentação natural é infinitamente mais saboroso do que um pão industrializado

O pão de fermentação natural é infinitamente mais saboroso do que um pão industrializado. Tem baixo índice glicêmico, digestão mais fácil até para os intolerantes a glúten porque possui uma fermentação mais lenta. Também aumenta o teor das bactérias benéficas no intestino e, segundo Rita Lobo, se ingerido com moderação, “não engorda!”, explica a chef que utiliza a farinha 00 e o açúcar não entra na receita.

O pão de fermentação natural é saboroso, mas, lembrando, a casca é grossa e crocante, miolo aerado ( macio ) e um sabor marcante intrigante no qual se revelam notas de mel, nozes e outros sabores dependendo dos ingredientes adicionados.

O que é fermentação natural – Também conhecido como massa madre, levain, dentre outros, é uma técnica  primitiva e bem artesanal. Os primeiros registros da sua utilização vêm desde a produção dos primeiros pães, por volta de 3700 A.C. Para nossa felicidade nas últimas décadas, esse processo artesanal vem sendo resgatado e valorizado na cozinha brasileira.

Pão artesanal preparado pela Polyanny não leva açúcar

Para fazer o pão artesanal, a massa deve ser bem sovada, levando até 6horas de fermentação. Quando está assado, é só se deliciar, de preferência com geleias, queijos, ou simplesmente manteiga.

A chef – Polyanny é formada em gastronomia, seu trabalho ainda é nos bastidores das cozinhas, com trabalhos de consultoria e elaboração de cardápios, jantares, eventos e aulas em confrarias. Participou no evento com Guga Rocha e Thomas Troisgros. No seu currículo, o 1º lugar no concurso do Senac para instrutor de gastronomia de 2017. Agora com pão artesanal, novos caminhos a trilhar com sabor e criatividade.

Chef Polyanny aposta no mercado de pães artesanais com fermentação natural

Encomendas: Pão artesanal pelo telefone:82 99615.5519

 

«

»

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

Instagram has returned invalid data.