TOPO
Chef na Cozinha Gastronomia Sem categoria

Torresmo com goiaba, grande encontro

 

O  torresmo com ketchup de goiabada, criação do chef Jefferson Rueda (conhecido como Jeffinho), do restaurante A Casa do Porco (São Paulo), em fração de minutos foi saboreado pelos convidados do Encontro de Sabores, no Akuaba.  Quem já conhecia a iguaria, matou saudade. Quem provou pela primeira vez, entendeu o porquê do petisco suíno ser o mais famoso do Brasil. Afinal, o torresmo é uma “lapa” de carne de porco com uma deliciosa gordurinha que derrete no céu da boca, e o doce da goiaba dá um arremate surpreendente e feliz.

Chef Jonatas Moreira com Manu e Jerfferson último Encontro de Sabores. Foto @japaissu_ do Portal Styfile

Para entender um pouco mais sobre minha crônica de hoje, por sinal, atrasada, é preciso relembrar alguns detalhes do evento. Pois bem, o Encontro de Sabores é a celebração da gastronomia promovida pelo nosso Akuaba, sempre trazendo nomes consagrados da gastronomia brasileira e internacional para dividir panelas em Maceió. E o chef da casa, Jonatas Moreira, já avisou, o próximo será em novembro. E quem será?

Nas mesas arte do Aberaldo da Ilha do Ferro e menu degustação dos chefs Jonatas, Jerffeson e Manu

Bom, enquanto o chef Jonatas não avisa as próximas estrelas, vou falar sobre a última edição que, além do Jeffinho, trouxe a chef Manu Buffara (Restaurante Manu no Paraná) que trabalha divinamente com o conceito de produtos frescos, o que torna possível mudanças repentinas no menu.No restaurante da chef, o visitante escolhe o tamanho do menu que quer degustar e se rende à surpresa, já que as receitas do dia variam com a oferta dos ingredientes. Manu no Encontro de Sabores presenteou os comensais com a carne de siri no molho de maracujá e o rosbife, ova de peixe e pinha (perfeito). Já o chef Jonatas Moreira assinou várias entradas e o prato principal, pato com cuscuz marroquino, que destacou a elegância do anfitrião.

Rosbife com ova de peixe e pinha da chef Manu

Para matar a saudade das comidinhas do chef Jonatas é só chegar no Espaço Vera Moreira, em especial, no almoço executivo, de terça a sexta-feira. O cardápio muda semanalmente, mas na seleção é fácil encontrar atum, polvo, camarões, lagosta, canela do negão… Da chef Manu é na Al. Dom Pedro II, 317 – Batel, Curitiba. Telefone: 41  41 3044-4399 ((@restaurantemanu)

Pato com cuscuz marroquino pelo chef Jonatas

Para reviver a nostalgia da A Casa do Porco, do chef Jeffinho, é preciso viajar até São Paulo e fazer mais de uma visita ao restaurante localizado no Centro da cidade (R. Araújo, 124 – República, Telefone: (11) 3258-2578). O lugar é um templo gastronômico e o porco tem seu reinado garantido. Come-se de tudo, até Deus duvida, como pão no vapor com barriga de porco,cebola roxa e pimenta fermentada. Por isso, chegando lá, invista no menu degustação.

A minha amiga, jornalista e editora do Caderno Sabores (Folha de Pernambuco), Vanessa Lins, esteve no Encontro de Sabores e  fez uma entrevista maravilhosa com chef Jeffinho. Também, com sobrenome Lins, só pode ser jornalista incrível. Brincadeiras a parte, confira alguns trechos:

Chef Jerfferson Rueda, no restaurante Akuaba. Foto de Wagner Ramos

“Jefferson Rueda é um dos principais nomes da cozinha brasileira da atualidade. Idealizador de A Casa do Porco, bar-restaurante no centro de São Paulo, que vende apenas porco e atende impressionantes 14 mil clientes por mês, abertos a botar abaixo os mitos que envolvem a proteína. Jeffinho, como chamam os colegas, fez um gol de placa. Pilota um dos restaurantes mais famosos do país que, ao contrário do que se possa pensar, vende comida de alta qualidade a preço justo.” Por Vanessa Lins (@quintopecado).

A Casa do Porco em São Paulo

Como surgiu A Casa do Porco?

Eu durmo e acordo criando as coisas. Enjoo fácil das coisas. Hoje, fico 15 horas por dia cuidando dos hot pork. Depois de 22 anos cozinhando, eu só faço o que eu tenho vontade. E o projeto do bar demorou quase cinco anos. A princípio, eu ia abrir uma porta para vender porco assado, o san zé [vendido em A Casa do Porco]. E comecei a fazer eventos servindo o prato, até que o Luiz Américo [crítico de gastronomia e autor do livro “Pão Nosso”], cantou a bola que o prato era a cara de São Paulo. Fiquei pensando nisso. Ao mesmo tempo, clientes chegavam ao restaurante onde trabalhava procurando o porco, e a gente não servia. A gota d´água, há quatro anos, foi durante o G11 [cúpula de chefs do mundo reunida no Brasil], quando assei o porco para o grupo. Ferran Adrià passou a mão no microfone e disse que aquele tinha sido o melhor porco que ele já tinha comido na vida dele. Foi mais um que disse que eu precisava abrir um negócio com aquilo.

De onde vêm os porcos que você prepara?
Eu estou em constante desenvolvimento de fornecedores. Compro porco de Mococa, de Grama, em Itú, mas todos são abatidos em Piracicaba, em frigorífico. Acho que sou um divisor de águas nessa relação entre frigorífico, produtor e cliente. Consigo circular muito bem entre eles. Sei o que cada um quer, quais são os preconceitos que persistem e o que tem que mudar.

Você usa porcos com quanto tempo de vida?
Os meus porcos para assar têm 120 quilos, são animais formados. Diferente dos portugueses, que matam leitão. Pra mim, leitão é que nem queijo frescal: todo maciozinho, gostosinho, mas não tem DNA. Não sirvo leitão no bar.

A entrevista completa veja no link: http://www.folhape.com.br/diversao/diversao/sabores/2017/08/20/NWS,38437,71,513,DIVERSAO,2330-A-ELE-PORCOS-CONFIRA-ENTREVISTA-COM-JEFFERSON-RUEDA.aspx).

Na A Casa do Porco: Pão no vapor com barriga de porco,cebola roxa e pimenta fermentada

 

 

«

»

Comentários desse post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me no Instagram

  • Surpresa de uva, amor pra toda vida. Onde: @milocapraia. Veja mais no meu blog: http://www.nidelins.com.br/2019/07/17/miloca-doce-inspiracao/
Funciona todos os dias das 12h até 21h
Av. Dep. José Lages, 184, Ponta Verde/Telefone: 82 3025.8600
  • Quando criança, Thiago Muniz nem precisava esperar o aniversário para se fartar nas surpresas de uva e coxinhas. Afinal, com a mãe Simone (@simonemunizgastronomia) e a vó Milla em casa, quituteiras de primeira linha, não lhe faltaram mimos doces. Agora, bem crescido, ele abriu uma filial da Miloca, na Ponta Verde, para vender todas as guloseimas da sua infância, entre elas, as empadas e folheados que são um espetáculo.
http://www.nidelins.com.br/2019/07/17/miloca-doce-inspiracao/
Funciona todos os dias das 12h até 21h
Av. Dep. José Lages, 184, Ponta Verde/Telefone: 82 3025.8600
  • Maria Lígia Lopes Muniz é aluna assídua dos cursos do Sebrae como, o Programa do Alimento Seguro, Gestão financeira, Empretec, Atendimento ao Cliente, entre outros. Para esta alagoana, não basta cozinhar bem: é preciso ser empreendedora. Tanto que, recentemente, inaugurou seu segundo food truck, o Café Regional no Vera Arruda Food Park (@foodparkverarruda). No novo espaço gastronômico também tem: Massa, Pajú, Open Crepes, Pêra Crepes e Tapiocas, Sonho Doce, Sandubaria, Tavuk Gastronomia Turca, Il Tramezzino, Pakino Pizza Artesanal e Chopp Time. Saiba mais no meu blog: http://www.nidelins.com.br/2019/07/16/os-sabores-de-vera-arruda/
🍽Rua Marechal Antônio Guedes Muniz, 47, Jatiúca l ⏰Funciona de terça-feira a domingo a partir das 18h. Próximo a Academia GB.
  • Desde de março que a receita do bolo de banana sem glúten, zero de lactose e de açúcar segue a liderança de mais acessado do mês, desta vez, em junho obteve 11.376 internautas visitaram o post. Em segundo lugar o pastel da Mônica, @pastekasmcz (Pateska) no bairro do Farol com 6.197 e o Açaí Guardiã (@acaiguardiaoficial) produzido na cidade de Boca da Mata em terceiro lugar com 2.889.
  • Hoje com este friozinho minha dica é esquentar o estômago com o camarão  na manteiga de alho crocante sobre purê de batata inglesa. Quem faz é chef Thaísa de Mello do restaurante Del Mare. MARAVILHOSO e vai entrar pro meu blog.
DEL Mare: Rua Dois, n° 5, Cruz das Almas (pela praia entra na rua do Hotel Reymar e depois na segunda rua a direita)/ Reservas: 98735-2697🦐
#restaurante #maceio #frutosdomar #chefnacozinha
  • Inglaterra, Itália, Alemanha, Áustria, França, Nova Zelândia, EUA, Canadá, Colômbia… Estes são apenas alguns países que receberam os espetáculos da Cia Deborah Colker, sempre com muito sucesso tanto de público quanto de crítica. Dia 21 de julho é a vez do público alagoano  conferir “Nó” e viver uma noite mágica. Garanta seu ingresso!
.
🔖 [INGRESSOS DISPONÍVEIS]
.
🎶 Espetáculo “Nó”, da @ciadeborahcolker
🏛 Local: Teatro Gustavo Leite
🗓 Data: 21 de julho
🕗 Abertura da casa: 20h
🕘 Início: 21h
👉 Classificação etária: livre
.
📍 INGRESSOS
▶ PLATEIA
▪ R$ 140,00 (inteira)
▪ R$ 70,00 (meia)
▶ MEZANINO (ingresso popular)
▪ R$ 75,00 (inteira)
▪ R$ 37,50 (meia)
▶ OBSERVAÇÕES (descontos)
▪ Cartão Petrobras e Força de Trabalho: 50% de desconto na compra de até 2 ingressos por apresentação (desconto não cumulativo)
▪ Professores, maiores de 60 anos, estudantes e pessoas com deficiência: 50% de desconto
.
💰 FORMA DE PAGAMENTO: dinheiro, débito, rotativo e parcelado em até 2x
.
📍PONTOS DE VENDA:
▶ Erva Doce Doce Erva (Rua Eng. Mário de Gusmão, 530 -Ponta Verde)
▶ Acesso Vip (Parque Shopping e Unicompra farol)
▶ Vendas online: www.suechamusca.byinti.
OBS: No dia do show, os ingressos também serão vendidos na bilheteria do local.
.
Para mais informações:
☎ (82) 3235-5301
📱 (82) 99928-8675 (WhatsApp)
fb.com/suechamusca
@suechamuscaoficial
.
.
.
#suechamusca #nó #deborakcolker #ciadeborahcolker #dança #arte #cultura #maceio #alagoas
  • Neste sábado, 13, tem sanduíche novo do chef Vitor Generoso (@vitrolageneroso) na noite do Rock Week no Parque Shopping Maceió (@parqueshoppingmaceio). Na receita do nosso famoso chef Vitrola, o pão de leite (foto principal) vem recheado com sobrecoxa de frango empanada, molho ceasar do boteco, alface americana, tomate seco caseiro e polvilhado com parmesão. Para acompanhar o sanduba do chef, chope da Caatinga Rocks (@caatingarocks) , uma das idealizadoras do Rock Week. Também terá comidinhas da @daslagoasbrewpub @blackbeerparrilla @obapizzanburger @botecogeneroso
http://www.nidelins.com.br/2019/07/12/rock-cerveja-e-comidinhas/
  • O cacetinho baiano é a massa do acarajé no formato de palito, um petisco bem legal, que a gente encontra no restaurante Aracajé das meninas Erika Cortez e Priscilla Prill. A novidade da casa vem acompanhada dos molhos de camarão, frango, siri, goiabada com pimenta e geleia de abacaxi com pimenta. Eu prefiro só com o sabor do acarajé, sem complementos, a não ser uma cerveja gelada.
Confira no meu blog: http://www.nidelins.com.br/2019/07/12/cacetinho-baiano-em-alta/
Av. Paulo Falcão 629-B, Jatiúca (Por trás da antiga sorveteria Lambe Lambe).
#dicadanide #maceio #tradição #boteco #cozinhabaiana